Menina de 12 anos era estuprada por 22 homens

Caso aconteceu na Índia, em condomínio em que menina com problemas de audição morava; homens gravavam agressão e ameaçavam vítima, segundo a polícia

Pelo menos 22 homens, entre eles seguranças, ascensoristas e encanadores, estupraram em um conjunto de apartamentos uma menina de 12 anos com problemas de audição por mais de sete meses, na Índia, segundo o jornal “India Times”. Parte deles já foi presa.

De acordo com a investigação da polícia, os acusados sedavam a menina com injeções e drogas antes de estuprá-la. As agressões foram gravadas em vídeo, e os homens ameaçavam divulgá-las caso a menina contasse o que acontecia a alguém. “Isso se prolongou até que a menina compartilhou com sua irmã e uma colega o abuso que vinha sofrendo”, afirmou ao “India Times” um dos policiais. A irmã relatou aos pais, que procuraram a polícia.

Em depoimento, a menina afirmou que o primeiro a estuprá-la foi o ascensorista Ravi, 66. Três dias depois, ele trouxe dois amigos. Em seguida, outros homens começaram a participar das agressões repetidamente. “Ravi pegava a criança tão logo ela chegava da escola na van escolar e a levava para o porão, para banheiros, para o terraço ou a sala de ginástica”, afirmou um oficial ao “India Times”.  Ainda segundo o jornal indiano, o pai da menina trabalhava fora o dia inteiro e a mãe pensava que ela estava brincando com amigas.

Leia também: Homem sonha com traição e tortura esposa

+ História de Suzana Von Richthofen vai virar filme