Marta é aplaudida de pé na ONU por discurso sobre igualdade

A jogadora discursou sobre a importância do esporte na busca pela igualdade de gênero

Nessa terça-feira (19), Marta, que já foi eleita seis vezes como melhor jogadora de futebol do mundo, participou como convidada de honra de premiação organizada pelo COI (Comitê Olímpico Internacional), em Nova York. O evento é destinado a atletas femininas que se destacam na área.

Marta é uma das quatro embaixadoras do esporte na ONU em defesa da igualdade de gênero e, em seu discurso, ressaltou que o esporte é uma ferramenta importante para conquistar a igualdade. “No Brasil, meninas que passaram pelo programa One Win Leads Another, um programa conjunto entre a Organização das Nações Unidas (ONU) Mulheres e o COI, transformaram suas vidas e mudaram a realidade em torno delas.”, disse.

A futebolista se emocionou ao lembrar de sua origem humilde, na cidade de Dois Riachos, em Alagoas, e de toda dificuldade que enfrentou, inclusive por ser mulher. Marta contou que a desigualdade e a discriminação foram problemas em sua trajetória. “Doeu quando os meninos não me deixaram jogar, doeu quando treinadores adultos de times adversários me tiraram de campeonatos porque eu era uma menina.”, contou. 

Completou afirmando que, junto com a ONU, está comprometida a chegar a igualdade de gênero até 2030, apesar de saber que há muito para ser feito em pouco tempo. Ela foi aplaudida de pé pelos mais de 250 convidados do evento.

O evento COI Women and Sport Trophy ocorre anualmente na sede da ONU e premia pessoas e instituições que colaboram na luta pela igualdade de gênero no esporte.

Leia também: Ana Maria Braga protesta contra agressão de PM a dona de lanchonete

+ “A paralisia tirou tudo de mim”: conheça a história de Rafaela Miotto

Siga CLAUDIA no Youtube