Maju faz história e é a 1ª mulher negra na bancada do Jornal Nacional

A jornalista entrou na Rede Globo em 2007 como repórter

Maria Júlia Coutinho se sentará na bancada do maior telejornal do país no próximo sábado (16). A conquista não é um acontecimento simples: Maju será a primeira mulher negra a apresentar o tradicional programa da Rede Globo.

Ela começou a carreira na televisão há 14 anos no Jornal da Cultura e entrou para a emissora carioca em 2007 como repórter. Em 2013, passou a apresentar a previsão do tempo em telejornais. Pela postura espontânea, foi bastante elogiada pelo público e pela direção da Globo. Em 2017, a internet vibrou com sua estreia como âncora do Jornal Hoje, quando substituía os titulares do jornal vespertino.

Veja também

Houve também episódios difíceis. Em 2015, a jornalista foi vítima de racismo na internet. O caso teve grande repercussão e iniciou uma campanha nas redes sociais, a #SomosTodosMaju.

Heraldo Pereira foi o primeiro homem negro a apresentar a atração. Outros jornalistas mulheres como Zileide Silva e Glória Maria têm posições de destaque na emissora, mas não chegaram a ser apresentadoras do JN.

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
Aceito receber ocasionalmente ofertas especiais e de outros produtos e serviços do Grupo Abril.
Política de Privacidade