Mais onze mulheres acusam Plácido Domingo de assédio sexual

O tenor já havia sido denunciado por outras nove mulheres em agosto

O tenor espanhol Plácido Domingo foi acusado de abuso sexual por mais onze mulheres, segundo a agência Associated Press. No mês passado, nove mulheres já haviam denunciado o tenor por conta de perseguições e comportamentos inadequados. Todas as acusações teriam ocorrido em produções nos Estados Unidos na década de 80.

Entre as primeiras denúncias, apenas a soprano aposentada Patricia Wulf aceitou revelar seu nome e, dentre as novas vítimas, a professora de canto Angela Turner Wilson também abriu mão do anonimato. As outras 18 mulheres preferiram manter suas identidades em sigilo, já que ainda trabalham no meio da música clássica.

Angela Turner Wilson relatou à Associated Press que um dia, antes de subirem ao palco juntos, Plácido Domingo a abordou e tocou seus seios por baixo de seu sutiã de forma bruta. “Doeu. Ele me apertou com força”, contou.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Outras vítimas afirmaram que o tenor forçava beijos, colocava a mão por baixo de suas saias, fazia telefonemas indesejados e insistia para ter encontros a sós. Quem reclamava do abuso poderia ser punida profissionalmente.

“Alguém tentando segurar sua mão durante um almoço de negócios é estranho. Colocar a mão no seu joelho durante isso, também. Ele estava sempre tocando você de alguma forma e sempre tentando beijar”, revelou uma das mulheres de forma anônima.

Plácido Domingo respondeu às acusações dizendo que as histórias são imprecisas. O tenor também argumentou que alguns comportamentos considerados aceitáveis na época são julgados com outras regras e valores atualmente.

Leia mais: Golpe no WhatsApp rouba dados de segurança de crianças

+ O primeiro registro de Sandra Annenberg no Jornal Nacional

PODCAST – Está na hora de pedir aumento de salário?

%d blogueiros gostam disto: