Lygia Fagundes Telles é a primeira mulher brasileira indicada ao prêmio Nobel de Literatura

A paulistana é autora de mais de 20 contos e de quatro romances

A escritora Lygia Fagundes Telles foi indicada ao prêmio Nobel de Literatura. Seu nome foi encaminhado, nesta quarta-feira (3), pela União Brasileira de Escritores (UBE) à Academia Sueca e foi eleito por unanimidade pelos seus membros.

“Lygia é a maior escritora brasileira viva e a qualidade de sua produção literária é inquestionável”, afirmou o presidente da UBE, Durval de Noronha Goyos, em nota à imprensa.

A paulistana, de 92 anos, é autora de mais de 20 contos e de quatro romances, entre eles “As Meninas”, vencedor do Prêmio Jabuti. Em 2005, a escritora ganhou um dos principais prêmios da literatura de língua portuguesa, o Premio Camões, e se tornou a segunda brasileira a faturar o título, ao lado de Raquel de Queiroz. 

Membro da Academia Brasileira de Letras, teve obras adaptadas para o cinema e para a televisão. Ela foi uma das grandes homenageadas do Prêmio CLAUDIA, em 2012.

O anúncio do vencedor deve acontecer em outubro deste ano em Estocolmo, na Suécia.