Homem que matou ex-namorada e concretou corpo na churrasqueira é condenado

Jaciele dos Santos tinha 22 anos quando foi assassinada; homem não aceitava fim do relacionamento

Alan Diego Heissler, 26, foi condenado a 22 anos anos e seis meses de prisão pelo femincídio de Jaciele Daiane Silva dos Santos, que tinha 22 anos quando foi morta em Horizontina, no Rio Grande do Sul, de acordo com informações de “O Estado de S. Paulo”. Segundo a acusação, Alan não aceitava o fim do relacionamento com Jaciele, com quem manteve uma união estável por cinco anos. Enquanto estavam separados, em 2014, ela pediu e obteve medidas protetivas contra ele, devido a agressões praticadas pelo ex-namorado.

Com a ajuda do irmão Luís Felipe, Alan atraiu Jaciele para sua casa, com a promessa de que doaria a ela um notebook.  Ela acabou sendo morta com um tiro na cabeça. De acordo com a acusação, os irmãos cortaram o corpo dela em pedaços e queimaram. “Pedaços do cadáver foram ainda colocados na parte inferior da churrasqueira situada na residência dos irmãos, que fecharam o espaço com tijolos e argamassa”,  relata “O Estado de S. Paulo”. O material só foi encontrado porque, 18 dias após o desaparecimento de Jaciele, policiais cumpriam mandados de busca e apreensão na casa dos irmãos e perceberam que faltavam azulejos na parte inferior da churrasqueira. Eles, então, abriram uma parte do concreto.

Leia também: Mãe perde dois filhos na mesma noite por causa de analgésicos

Horóscopo de maio: leia as previsões da astróloga Susan Miller