Flórida para adultos: compras, praias e muita badalação

O dólar mais barato favorece a temporada de compras em Miami. Mas se você sonha com um filme diferente, alugue um carro e amplie o seu roteiro

Flórida para adultos: compras, praias e muita badalação

A Flórida é muito mais do que apenas parques temáticos. Foto: Divulgação

Luzes, câmera, ação! A viagem começa em South Beach, a mítica praia de Miami: temperatura média de 25 graus, céu de um azul alucinante, areias peroladas e água cor de pedra preciosa. SoBe, como é carinhosamente apelidada, tem um charme particular que faz a alegria dos turistas: uma orla repleta de hotéis envoltos pela aura do “tempo de férias” – american style –, quando jovens em maiôs engana-mamãe” desfilavam em carros conversíveis rabo-de-peixe.

Esse clima, que os filmes de Hollywood reproduziram como uma espécie de sonho oficial da adolescência dos anos dourados, está presente no Carlyle, Avalon, Crescent, Penguin, Colony, Pelican, Leslie e Barbizon. Esses pequenos hotéis da Ocean Drive, a maioria com jardins cheios de palmeiras, foram construídos na década de 30 e ostentam na fachada elementos arquitetônicos característicos do art déco, como espirais e janelas do tipo escotilha.

Os frisos são pintados na paleta em tons pastel, típica da Flórida: verde, azul-celeste, amarelo-creme e cor-de-rosa. À noite, esses detalhes são destacados com luz néon, de efeito pop. Hoje, todos ganharam roupa nova e tiveram o interior repaginado por renomados designers, como o francês Philippe Starck. Cada um dos 30 quartos do Pelican, por exemplo, é decorado com eletrodomésticos dos anos 60, móveis, objetos e material de demolição de antigas boates, hotéis e até de igrejas de Miami Beach. Verdadeiro templo do kitsch americano.

Flórida para adultos: compras, praias e muita badalação

Os shoppings a céu aberto são uma invenção da Flórida para o mundo. Foto: Divulgação

Coral Gables: compras com muito charme

Resta saber qual é o filme em que você quer entrar, pois, se a fantasia for se hospedar em um castelo, procure o Biltmore Hotel, em Coral Gables, bairro de Miami com arquitetura grandiosa, que remete à época dos nobres viajantes. Reza a lenda que sua piscina é a maior dos hotéis da América. 

Em Coral Gables, é gostoso fazer compras em shoppings a céu aberto, como o Village of Merrick Park. As butiques ficam no meio de um jardim repleto de flores e palmeiras.

Mas Miami é só a porta de entrada. Uma das coisas mais gostosas de fazer na Flórida é cair na estrada. Com um bom roteiro na mão, você garante o ritmo da sua aventura a bordo de um carro alugado com GPS. O difícil será arrumar lugar para as sacolas.

Não há nada mais tentador que a Worth Avenue em Palm Beach, ilha distante uma hora e meia de carro de Miami. A rua se inicia na Ocean Boulevard, banhada pelo oceano Atlântico, e se estende por alguns quarteirões. 

Algumas lojas estão sob arcadas góticas, o que ameniza o calor; outras ficam em charmosos pátios internos, com jardins e fontes refrescantes. Nessas vilas, também estão os cafés e restaurantes com mesinhas e guarda-sóis coloridos.

Flórida para adultos: compras, praias e muita badalação

A Flórida é muito mais do que apenas parques  Foto: Divulgação

Fort De Soto: entre as praias mais bonitas dos EUA

Em direção ao golfo do México, a quatro horas de Palm Beach, fica São Petersburgo. Uma luz mágica doura os gramados em torno dos principais edifícios, casas e museus, entre os quais o dedicado ao surrealista espanhol Salvador Dalí. 

No quesito praias, a Fort De Soto já foi eleita a mais bela dos Estados Unidos: são 9 quilômetros de areia branca, água translúcida e cinco ilhas. Ao longo da enseada, correm pistas de skate, patins ou bicicleta. 

Para entrar no clima descontraído de São Petersburgo, vale se hospedar em aconchegantes bed & breakfast, como o Pasa Tiempo, cuja proprietária é brasileira. Se você reservar uma suíte de frente para as águas da baía Boca Ciega, vai despertar ao som dos pelicanos pescando nas passarelas do atracadouro.

No centro histórico de Tampa, a “cidade grande” ali ao lado, os visitantes sentem-se voltar no tempo. Conhecido como Ybor City, esse distrito, construído com maciços tijolos aparentes, foi idealizado pelo espanhol Vicente Martinez Ybor, empresário da indústria de cigarros e charutos, com fábricas em Cuba e na Flórida. Um dos ícones do bairro é o restaurante Columbia, datado de 1905. Sua fachada de azulejos retrata Cristóvão Colombo desembarcando em terras americanas. O destaque da casa fica para a paella com frutos do mar e arroz com açafrão.

De volta à estrada, em 40 minutos se alcança o pitoresco vilarejo de Tarpon Springs, fundado por imigrantes gregos que chegaram aos Estados Unidos no início do século passado. Ali desenvolveram a mesma atividade que praticavam no país de origem – a colheita das esponjas marinhas por experientes mergulhadores. 

É ou não é um saboroso final feliz?