Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Figurinista assediada por José Mayer não levará o caso à Justiça

Caso Susllem Tonani não faça um depoimento formal, as autoridades não podem iniciar as investigações para responsabilizar o ator pelo crime

Por Da Redação - Atualizado em 12 abr 2017, 15h12 - Publicado em 12 abr 2017, 14h26

A grande repercussão da denúncia de Susllem Tonani, vítima de assédio sexual pelo ator José Mayer, fez com que o delegado titular da 32º DP Rodolfo Waldeck chamasse a figurinista para prestar um depoimento junto à polícia. No entanto, o comparecimento não é obrigatório e, segundo VEJA, Susllem não quer levar o caso à justiça.

Leia mais: José Mayer assumiu assédio sexual, e agora? Ele vai ser preso?

A figurinista está reclusa desde que o caso ganhou destaque e não atendeu aos telefonemas da polícia, sendo que, na última ligação, afirmou que não está interessada em fazer um depoimento formal sobre a denúncia – porém, sem ele, não há como iniciar as investigações.

Leia mais: CLAUDIA Live: debate sobre caso José Mayer e assédio no trabalho

Ainda assim, a polícia do Rio de Janeiro espera que Susllem mude de opinião. Caso a investigação seja de fato iniciada e o ator responda por crime de assédio sexual, a pena pode chegar a dois anos de cadeia. Mayer pode, inclusive, ser incriminado por estupro, uma vez que a mudança na legislação em 2009 estendeu o conceito para qualquer contato físico que não tenha sido consentido.

Continua após a publicidade
Publicidade