Fernanda Montenegro faz desabafo sobre Lei Rouanet

Uma das principais atrizes do país rebateu as críticas e saiu em defesa da classe artística

Fernanda Montenegro, de 89 anos, saiu em defesa da classe artística em sua participação no prêmio Melhores do ano, do Domingão do Faustão. “Não é possível fazerem de nós, gente de palco, atores de TV e cinema, responsáveis pela derrocada econômica do Brasil. Estende-se, de uma forma ultrajante, uma visão negativa, torpe e agressiva em cima de nós. Não somos responsáveis pela corrupção deste país através da Lei Rouanet”, disse. “Somos dignos, temos uma profissão extraordinária.”

“Aproveito esse seu programa, onde você apresentou dezenas de atores, atrizes, onde lembramos diretores, autores, para dizer que não somos corruptos. Eu sei que há uma terra de ninguém que é a internet, tudo bem. Então, temos de nos posicionar de uma maneira mais palpável. Podemos não ser prioritários, mas temos uma profissão libertária. Os nossos palcos, os programas de TV ligados à dramaturgia, tudo isso é uma busca constante de amplidão do imaginário, e isso nos leva a uma integração. Não somos corruptos.  Não somos ladrões diante da Lei Rouanet. Procurem os verdadeiros buracos corruptos deste país”

A fala de Fernanda é uma resposta aos ataques que a classe vem sofrendo. Nos últimos anos, setores conservadores da sociedade têm acusado artistas de se aproveitam da Lei Rouanet, um mecanismo criado pelo Governo Federal para fomentar a cultura. 

Leia também: Pai de Meghan Markle faz revelação polêmica sobre a filha

Príncipe William, Taylor Swift e Bon Jovi cantam juntos em vídeo