Ex-Polegar Ricardo Costa pede ajuda financeira no Facebook

Segundo o depoimento, o negócio não vai bem e ele está com muita dificuldade para quitar as dívidas

O ex-integrante do grupo Polegar, Ricardo Costa, usou sua conta no Facebook pedir ajuda financeira. Atualmente, ele trabalha em um trailer vendendo lanches em São Paulo, mas contou que o negócio não vai bem. Na ocasião, ele havia vendido apenas um sanduíche e, desesperado, relatou que não consegue liquidar as dívidas de três meses de aluguel, pensão alimentícia, luz e até agiotas.

“Estou com o meu ônibus com dois pneus carecas, um pneu estourado, sem documentação de 2018, devendo três meses de aluguel, pensão, luz, água, agiota, fornecedores, não tendo condições de trabalhar”, postou ele na última terça-feira (10).

Em junho do ano passado, ele chegou a ser preso por ter deixado de pagar a pensão do filho de 10 anos, fruto de seu relacionamento com Anna Cristina Farina Gatolini. Na ocasião, o músico devia cerca de R$ 13,5 mil em pensão atrasada. Nas redes sociais, ele também já pediu auxílio para que não fosse despejado de sua casa.

“Estou me destruindo com minha situação. Tenha compaixão por mim, meu Deus. Nossa, quanto tempo peço ajuda eu não entendo. Me esforço, luto, sou humilhado perante a quem devo, ameaçado. (…) Trabalho todos os dias, de segunda a segunda, com chuva, sem chuva, das 18h às 1:30 manhã. Sou chapeiro, atendente, motorista, faço toda limpeza no final do expediente e ainda tem filho da %¨&* que fala: ‘vai trabalhar, vagabundo'”.

Veja também

Segundo o relato, ele está à procura de uma oportunidade para colocar a vida em ordem e “trabalhar com dignidade”.

“É vergonhoso e triste tudo isso. (…) Não tenho vergonha não de falar a verdade e me expor, sou ser humano como todo mundo. E peço emprestado ajuda, não quero dado e nem doado, quero ter o caráter e dignidade de pagar essa ajuda. Cansei, cheguei no limite ajoelho todos os dias e venho pedindo que Deus me envie essa ajuda, mas cheguei no limite”.

Leia na íntegra: