Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Estado de São Paulo decreta quarentena por 15 dias a partir de terça (24)

Todos os serviços não essenciais devem fechar as suas portas até 7 de abril, com a possibilidade de prorrogação

Por Da Redação - 21 mar 2020, 14h16

O governo do Estado de São Paulo decretou a instalação de uma quarentena obrigatória de 15 dias a partir da próxima terça-feira (24). Conforme o governador João Doria anunciou neste sábado (21) todos os serviços não essenciais devem fechar as suas portas até 7 de abril, com a possibilidade de prorrogação.

A medida busca frear a pandemia de coronavírus, já que o Estado de São Paulo confirmou mais 15 mortes causadas pela Covid-19. Com o novo balanço, agora são 18 mortes em todo o país.

“Estamos em uma guerra de vida ou morte, e queremos seguir a trajetória de vida”, afirmou Doria durante a coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

A quarentena restringe o funcionamento de todo o comércio no Estado de São Paulo. Serviços de saúde, como farmácias e hospitais, e alimentação, como supermercados e padarias, poderão continuar a operar normalmente. 

Continua após a publicidade

Além disso, transportadoras, serviços de transporte público, serviços de call center, postos de combustível e pet shops continuam funcionando com as orientações dos sanitaristas. O serviço de Segurança Pública, tanto estadual, quanto municipais, também seguem funcionando normalmente, assim como os serviços privados de segurança e limpeza.

 

Publicidade