Donald Trump questiona movimento “Me Too”

"Vidas estão sendo destruídas por meras acusações", disse o presidente dos EUA

Conhecidos por suas declarações polêmicas nas redes sociais,  o presidente dos Estados Unidos Donald Trump se colocou mais uma vez sob os holofotes. Dessa vez, o chefe de estado norte-americano questionou acusações e relatos como os feitos pelo movimento “Me Too”, que levou milhares de cidadãs de seu país – e do mundo – a denunciarem casos de violência sexual que sofreram.

No último sábado (10), Trump publicou em sua conta oficial no Twitter um texto em que indaga as consequências das acusações iniciadas pelo movimento. “Vidas estão sendo destruídas por meras acusações. Algumas são verdadeiras, outras falsas. Algumas são antigas, outras novas. Não há retorno na vida e carreira na vida de alguém falsamente acusado. Não há algo chamado ‘processo’?”, questionou Trump em seu tweet.

O texto de Trump vem a público dois dias depois que Rob Porter pediu demissão do cargo de assessor da Casa Branca após denúncia de duas ex-esposas de violência doméstica contra ele.

Leia mais: Declaração infeliz de Donald Trump irrita femininistas (e qualquer mulher que já tenha ouvido que sua assertividade era, na verdade, TPM)