Difference Maker: Clinique lança campanha pelo empoderamento feminino

A ação, que tem como um dos principais objetivos contribuir para o empoderamento feminino, reuniu seis nomes célebres de mulheres de diversos lugares do mundo que se destacam por seu protagonismo em ações transformadoras para outras mulheres

Conhecida pela sua excelência na produção de cosméticos, maquiagens e produtos para a pele, a empresa americana Clinique lançou, nesta semana, a campanha Difference Maker. A ação, que temcomo um dos principais objetivos contribuir para o empoderamento feminino, reuniu seis nomes célebres de mulheres de diversos lugares do mundo que fazem a diferença – tanto no campo pessoal, quanto no mundial – pelo seu protagonismo à frente de ações transformadoras. Todas elas fazem parte da plataforma filantrópica The Clinique Difference Initiative, criada para provomer dois valores essenciais para melhorar a situação de muitas mulheres: o acesso à educação e saúde. 

Veja também: Como esse casal transformou o surfe numa ferramenta de empoderamento feminino.

Muitas vezes, um dos fatores que mais mina a nossa capacidade de inovar é a nossa frágil auto-confiança, e reverter essa situação é um dos principais objetivos do projeto: mostrar que somos capazes de tudo, porque todas nós carregamos conosco um potencial inovador, conforme explicou Jane Lauder, Presidente Global da marca: “Ao nos juntarmos com essas seis mulheres incríveis que representam confiança e inspiração, celebramos a diferença que elas estão fazendo, e a influência que possuem em relação ao universo feminino de todos os lugares do planeta.”

Leia mais: Mônica e Magali protagonizam campanha para empoderar menina​s.

“Eu não quero ser a única”

Um dos nomes presentes nas peças publicitárias é o da atriz americana de origem porto-riquenha Gina Rodriguez, que levou o Globo de Ouro, no ano de 2014, pela sua brilhante atuação na série de comédia Jane the Virgin. Mas quem a viu no red carpet jamais imaginará que por trás de seu sucesso há uma história de muita persistência: Jane cresceu em um bairro predominantemente latino da cidade de Chicago, onde os colégios eram conhecidos por serem os piores do município. 

Naquela época, ela acreditava que a má qualidade da educação determinava que estaria presa para sempre no ciclo de “não quero/não posso”. Hoje, além de participar, periodicamente, de reuniões com jovens do Ensino Fundamental e Médio, Jane dá palestras em universidades para mostrar que o saber pode vencer todas as barreiras preconceituosas que aparecerem pelo caminho: sua cor, gênero, descendência e classe social; afinal, como ela mesmo disse: “Eu não quero ser a única a viver isso.”

“Um grão de areia num oceano de mudança”

A atriz do seriado Sense8 Erendira Ibarra também marca presença no vídeo; mas o que muita gente não sabe é que desde os 12 anos, quando seu pai a levou pela primeira vez em um protesto, a mexicana passou a nutrir dentro de si um clamor por justiça – quando ouviu os parentes das mulheres e crianças assassinadas por um grupo militar, no Massacre de Acteal, soluçarem pela indignação e falta de seus entes queridos. Empresária e filantropa, ela também dá a letra para ações transformadoras: “Se você conseguir encontrar a confiança em si mesma, então encontrará a sua voz.”

“Posso garantir que tenham a mim como uma mãe”

Conhecida por ter feito parte do programa de TV Isibaya, a modelo e atriz sul-africana Jessica Nkosi perdeu o pai vítima de AIDS e câncer e foi a partir deste momento traumático de sua vida que ela despertou: “Vendo meu pai sofrer daquela forma, não poderia imaginar que uma criança tivesse o mesmo destino”, disse ela sobre os pequenos portadores destas doenças.

E para transformar esta triste realidade, ela mantém parceria com a CHOC (Childhood Cancer Foundation South Africa) e quando visita aqueles que estão sob os cuidados da Fundação, sempre pergunta para cada um: “Me diga exatamente o que você quer ser, não se limite considerando a sua situação atual.” Afinal, segundo Jessica, as crianças de hoje serão as líderes de amanhã. 

Veja também: Camila Pitanga: “O empoderamento das mulheres tem nos levado a novos lugares e nos fortalecido.”

“Devemos ensinar às crianças que os livros são uma janela para o mundo”

A autora e apresentadora de TV Nazan Eckes nasceu na Alemanha, mas seus pais vieram da Turquia e sofreram muito para construir um futuro para seus pequenos em um lugar desconhecido. E foi desde pequena que ela passou a entender que precisava se dedicar à aprendizagem da língua daquele local para ser menos excluída do convívio com os outros pequenos.

Hoje, Nazan já é mãe e uma das maiores certezas que carrega consigo é de que os livros são uma ponte para a construção de uma sociedade instruída e confiante. Por tal razão, ela está à frente de um projeto que lê para crianças pequenas. “Junte-se a mim e transforme a alfabetização em futuros brilhantes”, ela finaliza com esta máxima o vídeo.

“Cada vez que você se desafia, pode encontrar um ‘novo eu’.”

A premiada atriz taiwanesa Ning Chang confessou o início de sua paixão pela prática de exercícios físicos, que transformaram por completo a sua vida e auto-confiança. Tudo começou quando, depois de muito treinamento, ela se inscreveu no evento Turn Mountain, que ocorreu no Monte Kailash: são mais de 50km e a linha de chegada é localizada em um pico de mais de 5500m de altura.

Foi muito mais difícil do que ela imaginava, mas a partir daquele momento, a atriz passou a pensar que deveria mudar seus hábitos alimentares: preocupar-se em ser saudável e não tão magra. A frase inspiradora que encerra o vídeo reflete sobre a importância de praticar esportes: “Se todo mundo se propuser a levar uma vida mais saudável, a sociedade melhorará.”