CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Covid-19: entenda as regras para uso da máscara nas capitais brasileiras

12 capitais já flexibilizaram o uso do equipamento de segurança, mas normas têm diferenças

Por Da Redação Atualizado em 10 mar 2022, 13h02 - Publicado em 10 mar 2022, 09h09

Com os casos de Covid-19 em queda e 72,8% da população vacinada com duas doses, cidades brasileiras começam a flexibilizar o uso da máscara em espaços públicos e até fechados. A mudança, no entanto, é das próprias prefeituras, e acontece de maneira diferente em cada local.

A primeira capital brasileira a acabar com a obrigatoriedade em espaços abertos e fechados foi o Rio de Janeiro, com a medida valendo desde a última segunda-feira (7). Na última quarta-feira (9), Rio Branco e Natal seguiram o mesmo caminho. Já em São Paulo, a permissão é apenas para locais abertos.

Durante coletiva de imprensa realizada na quarta-feira (9), a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo citou exemplos de locais onde a ausência de máscara é permitida, apesar de não divulgar uma lista detalhada. São eles: ruas, estádios de futebol abertos, shows em espaços abertos, parques e praças, pátios de escola e autódromos.

Capitais onde uso de máscara não é obrigatório em locais abertos e fechados

  • Natal
  • Rio Branco
  • Rio de Janeiro

Uso não obrigatório apenas em locais abertos

  • Boa Vista
  • Belo Horizonte
  • Brasília
  • Florianópolis
  • Macapá
  • Manais
  • São Luís
  • São Paulo
  • Teresina (14 de março)

Uso obrigatório em locais abertos e fechados

  • Aracaju
  • Belém
  • Cuiabá
  • Curitiba
  • Fortaleza
  • Goiânia
  • João Pessoa
  • Maceió
  • Palmas
  • Porto Alegre
  • Porto Velho
  • Recife
  • Salvador
  • Vitória
Continua após a publicidade

Publicidade