Conheça 7 mulheres da Olimpíada de Inverno

A brasileira Isadora Williams foi uma das que se destacaram, chegando à final da patinação artística individual

A Olimpíada de Inverno – 2018 terminou hoje e teve a participação de 95 Comitês Olímpicos Nacionais. e 2.952 atletas. O Brasil foi representado por dez deles.

Conheça 7 mulheres que chamaram a atenção nesta edição, que teve sede em PyeongChang (Coreia do Sul):

1.Isadora Williams, Brasil – Patinação artística individual

– (Roberto Schimidt/AFP/Divulgação)

A patinadora de 22 anos brilhou no Brasil por sua emocionante trajetória, que a levou à Olimpíada.

Sua primeira participação, em 2014, só ocorreu porque ela fez uma vaquinha para que pudesse comparecer. Na última edição, ela não se classificou para a final de patinação por conta de sua marca e acabou em 30º -e última posição.

Desta vez, a representante brasileira fez história, superou todas suas marcas da carreira e se classificou para a final. Ela não nasceu no Brasil, mas a mãe é brasileira e a atleta tem dupla nacionalidade (Brasil – EUA).

Ela competiu a final da modalidade e, ao tentar um salto, levou um tombo. Sua queda fez com que sua nota diminuísse e ela ficasse na 24ª posição. Mesmo que não tenha subido no pódio, sua participação ficou marcada na história, porque Isadora foi a primeira sul-americana a participar de uma Olimpíada na modalidade e chegar à final da patinação individual.

2. Evgenia Medvedeva, Rússia – Patinação artística individual

– (Getty Images/Reprodução)

Competindo na mesma categoria que a brasileira, Evgenia era a favorita desde o começo dos Jogos. Com apenas 18 anos, já quebrou o recorde mundial da modalidade. Ela é bicampeã mundial e superou mais recordes nas competições por equipes. No entanto, acabou em segundo lugar. Ela foi selecionada como um dos 169 atletas considerados “limpos”, depois do caso de doping na Confederação Russa. Evgenia teve que competir sem a bandeira do seu país e sem poder escutar seu hino nacional no pódio.

3. Alina Zagitova, Rússia – Patinação artística individual

– (Getty Images/Reprodução)

Junto de Evgenia, a patinadora proporcionou ao público das Olimpíadas um espetáculo no gelo. Ela foi o motivo pelo qual sua companheira de equipe não chegou ao primeiro lugar. Alina, com apenas 15 anos, brilhou superando todos os recordes _inclusive os da colega russa_ e emocionou o público, ganhando a medalha de ouro. Com o tema de “Cisne Negro”, a atleta fez 82.92 pontos, protagonizando uma apresentação que beirava a perfeição. As duas russas fizeram um show, quebrando um recorde atrás do outro -literalmente- e subindo ao pódio, lado a lado. Alina foi a primeira medalhista de ouro russa desta edição dos Jogos.

4. Jaqueline Mourão, Brasil – Esqui

– (Getty Images/Reprodução)

A brasileira tem 42 anos e participa dos Jogos pela sexta vez, em PyeongChang, na Coréia do Sul. Ela começou a competir com 28 anos e demonstra que ainda não vai parar, visando Pequim 2022, quando estará com 45 anos. A atleta já passou por natação, ginástica, ciclismo e esqui, sendo que nas Olimpíadas ela já esteve nas modalidades ciclismo mountain bike (em Atenas 2004 e Londres 2012), esqui cross-country (nas edições de Turim 2006, Vancouver 2010, Sochi 2014 e PyeongChang 2018) e biatlo (Sochi 2014).

5. Lindsey Vonn, Estados Unidos – Esqui

– (CBSS Sports/Reprodução)

Um dos maiores nomes dos Jogos de Inverno, a atleta de 33 anos se emocionou na competição, onde encerra sua participação em Olimpíadas _começou na Salt Lake City 2002. Por mais que não tenha conseguido o pódio em sua última prova, ela terminou sua carreira com três medalhas, um ouro e dois bronzes, sendo que o ouro foi no downhill em Vancouver 2010, junto com o bronze no Super G e, por fim, o bronze no downhill em PyeongChang 2018.

6. Ireen Wust, Holanda – Patinação de velocidade

– (Daily Mail/Reprodução)

A atleta foi a mais rápida da sua modalidade, se tornou a maior medalhista de patinação de velocidade na história dos Jogos Olímpicos. Ela conseguiu dez medalhas ao todo: cinco de ouro, quatro de prata e uma de bronze. Aos 31 anos, a holandesa é pentacampeã olímpica, tudo em patinação de volocidade: Turim 2006 (3000m), Vancouver 2010 (1500m), Sochi 2014 (3000m e perseguição por equipes) e agora PyeongChang 2018 (1500m).

7. Marit Bjoergen, Noruega – Esqui

– (Getty Images/Reprodução)

Com 37 anos, a norueguesa se tornou a maior medalhista da história dos Jogos Olímpicos de Inverno, com 14 medalhas. Sendo que quatro dessas medalhas são na edição deste ano. Ela participa desde Salt Lake City 2002, colecionando 5 participações. Seu número impressionante de medalhas é formado por sete de ouro, quatro de prata e três de bronze. Com essa marca, a norueguesa é a primeira mulher da história a conquistar sete medalhas de ouro em Olimpíadas.

Leia também: Fórum CLAUDIA vai reunir mais de 20 mulheres presidentes de empresa

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s