Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Como o Clubhouse pode invadir a privacidade de usuários (e não usuários)

Rede social oferece dados pessoais de usuários para patrocinadores, segundo o Inc.

Por Da Redação 3 mar 2021, 17h59

O Clubhouse foi feito perfeitamente para tempos de isolamento social, nele as pessoas podem ter conexões sociais e entretenimento. Mas, o aplicativo ao mesmo tempo que oferece essas interações, capitaliza a atração de influenciadores de celebridades na plataforma – de acordo com o site Inc..

Para participar da nova rede social, você deve ter um convite de alguém que já seja membro. Além disso, quem convida tem que ter o seu número de celular e dar ao Clubhouse acesso aos contatos do Iphone. Sem acesso, sem convites.

Para quem comercializa itens, faz sentido coletar esses dados, utilizando essa abordagem. É que construir um gráfico social do zero é muito difícil e exigir que usuários façam upload de suas listas de contato é a maneira mais fácil de fazer as conexões.

O problema disso está em manter o equilíbrio certo entre proteger a privacidade do usuário e a utilização de dados para fornecer a melhor experiência para a empresa e ao internauta.

O Clubhouse tem algumas políticas que não exatamente favoráveis à privacidade. O usuário precisa fazer pesquisas para entender quais são as políticas de segurança da plataforma e saber como são realmente. Saiba de algumas:

1- O Clubhouse grava áudio dos usuários

A rede social não permite quem está assistindo de sair da sala e voltar para onde parou, tudo ocorre ao vivo. Mas, para receber as denúncias de salas que violam a segurança dos usuários, eles gravam os áudios para fazer análise do que for passado.

2- Você não pode excluir informações que outras pessoas compartilham sobre você

Se um amigo que tem seu número se cadastrou na rede, é possível que seu número esteja no banco de dados da rede social, ainda que você não tenha planos de ter uma conta por lá.

É exigido que os novos usuários carreguem todos os seus contatos para enviar convites. É possível convidar alguém que esteja na sua lista telefônica.

Continua após a publicidade

O Clubhouse diz especificamente que quando você cria sua conta ou se autentica em um serviço de terceiros – como o Twitter – pode coletar, armazenar e atualizar periodicamente informações associadas a essa conta de terceiros, como suas listas de amigos ou  de seguidores.

Se ainda não tiver conta na rede social, ainda não existe um mecanismo para excluir qualquer informação pessoal sobre você, seja aquela coletada através de um número de telefone ou  por meio de outras redes sociais como Twitter ou Instagram.

3- Você não pode deletar a sua conta quando quiser

Para excluir a conta você terá que enviar um e-mail para uma conta de suporte. Não há opção em nenhum lugar do aplicativo para excluir sua conta, nem instruções sobre o que fazer se quiser excluí-la. Você deve enviar um e-mail para: support@alphaexplorationco.com, para solicitar o cancelamento de sua conta e esperar que o suporte tome uma atitude.

4- A rede compartilha suas informações pessoais sem te notificar

A rede pretende ganhar dinheiro com publicidade e patrocinadores. Para isso deixa claro que pode compartilhar dados pessoais de afiliados atuais e futuros.

E deixa explícito também que pode compartilhar as categorias de dados pessoais sem aviso prévio. Isso significa que quem usa a plataforma não sabe se os dados pessoais são ou serão usados fora dela.

5- A rede social sabe da sua localização

Embora ainda não seja monetizado, o aplicativo usa política de cookies, pixels e tecnologias de rastreamento para monitorar o que quem navega na plataforma faz dentro e fora dela. Isso é confirmado na política de privacidade, bem como pelo monitoramento de tráfego, que mostra que a rede social usa ferramentas de rastreamento e análise de atividades para entende o que você faz no aplicativo.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade