CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Caso inédito: Gêmeas trans fazem cirurgia de readequação de sexo em SC

As jovens de 19 anos nasceram com sexo biológico masculino e fazem tratamento hormonal desde os 15 anos

Por Da Redação Atualizado em 12 fev 2021, 12h16 - Publicado em 12 fev 2021, 13h00

Duas gêmeas trans de 19 anos realizaram cirurgia de readequação de sexo em um hospital de Blumenau, Santa Catarina. Elas, que nasceram com sexo biológico masculino, discutem a readequação para o sexo feminino desde antes da maioridade. De acordo com o hospital que realizou o procedimento, a cirurgia de uma delas terminou na quarta-feira (10) e a outra irmã foi operada na quinta-feira (11).

Para a realização deste procedimento, o paciente deve passar por um acompanhamento multidisciplinar por cerca de 2 anos.

Segundo o hospital, as gêmeas começaram o tratamento hormonal na altura de seus 15 anos. Antes da readequação, as duas passaram por acompanhamento psicológico e orientações médicas.

A cirurgia de ambas teve duração de cinco horas. Agora, elas repousam no mesmo quarto e ficarão internadas por três dias, de acordo com informações do hospital.

Os médicos José Carlos Martins Junior e Cláudio Eduardo, especialistas em cirurgia trans e feminização facial, foram os responsáveis  pelo procedimento de readequação de sexo, realizado no Hospital Santo Antônio, que com o feito, se tornou o pioneiro na realização deste tipo de intervenção cirúrgica em gêmeas.

No caso das irmãs, a cirurgia foi realizada em um hospital particular, mas o procedimento também está disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS). No entanto, apenas cinco hospitais públicos prestam este serviço no país e a espera para iniciar o processo pode demorar até cinco anos.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade