Candidata é desclassificada por ajudar idoso durante o Enem

Segundo a jovem, a fiscal deu uma orientação errada

Em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, uma jovem afirma ter sofrido uma desclassificação injusta do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Cecília Gorl, de 20 anos, participava do primeiro dia de provas no último domingo (3) em busca de vaga para o curso de Medicina, quando foi banida por supostamente passar cola para um colega.

Não perca o que está bombando nas redes sociais

Em vídeo gravado na frente da Escola Doutor Mário Sperb, onde realizava a prova, Cecília conta como tudo aconteceu. “A minha sala estava cheia de idosos e um deles não sabia a página da redação. Aí a fiscal da minha turma pediu para eu falar uma informação para o homem e eu fui desclassificada do Enem por causa de uma coisa que me mandaram fazer”, relatou a jovem aos prantos.

Segundo informações fornecidas pela menina ao Jornal NH, a fiscal teria alegado que não poderia passar a informação ao homem por não ter acesso à prova. Cecília então a chamou para dizer qual era a página, esperando que assim a mulher comunicasse o senhor, mas esta a orientou a falar com o concorrente quando fosse ao banheiro. “Foi o que fiz. Uma outra fiscal me viu falando com o colega e eu acabei eliminada por cola”, disse.

O caso foi levado à coordenação do exame na escola, onde a fiscal “disse que eu era mentirosa e me chamou de maluca. Ela ainda se recusou a me dar o nome dela”. Forçada a sair da instituição após o acionamento da Brigada Militar, Cecília esperou que os colegas terminassem a prova para coletar seus nomes e contatos. “Todos foram testemunhas de que eu estava falando a verdade”.

Nesta segunda-feira (4), ela registrou ocorrência na Polícia Federal, onde foi orientada a procurar a Defensoria Pública. “Estou correndo de todas as formas para fazer a minha prova, mas ninguém está me ajudando. Me preparei o ano todo para o exame e agora acabei eliminada justamente por fazer o que a fiscal me mandou”.

Nas redes sociais, o vídeo repercutiu e outros participantes também relataram experiências negativas. Confira:

 (Reprodução/Twitter)

No fim da tarde de ontem, o Inep – órgão responsável pela aplicação do exame – se pronunciou, declarando que participantes que se sentiram prejudicados por problemas logísticos ou de força maior poderão solicitar a reaplicação do Enem. O pedido deve ser feito entre os dias 11 e 18 deste mês por meio da Página do Participante e valem para ambos os dias de prova. Cada caso será analisado pela Comissão de Demandas do órgão.

Leia também: Morador de rua de Blumenau prestou ENEM no último domingo

+ “Democratização do acesso ao cinema” é tema de redação do ENEM 2019

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?