Brasileira que trabalhou com a família real revela bastidores da monarquia

Danielle dos Santos Cabral relata momentos no palácio e até situações divertidas que viveu com a rainha

A família real britânica sempre esteve no centro das atenções. As pessoas gostam de saber o que acontece entre eles e sempre tentam imaginar como são os bastidores. Uma brasileira conseguiu o que muitos queriam: acompanhar de perto tudo o que se passa na realeza.

Danielle dos Santos Cabral, de São Paulo, é formada em marketing e conheceu a rainha Elizabeth II e seus castelos. A paulista não somente trabalhou no Palácio de Buckingham, em Londres, como também viajou com a rainha para os castelos de Windsor e de Balmoral, na Escócia.

A brasileira contou em uma entrevista para a RFI que conversava bastante com o príncipe Phillip, marido de Elizabeth II. Ele gostava de conversar com ela e falar sobre o Brasil.

Danielle trabalhava como caixa em um supermercado de Londres. Ela foi chamada para colaborar com a realeza por uma cliente que trabalhava para uma empresa de limpeza terceirizada que se ocupava do Palácio. Depois de alguns dias, ela soube que havia uma vaga na equipe que serve as refeições de todos os funcionários de Buckingham.

A brasileira passou por nove entrevistas e teve de esperar oito meses enquanto a administração real realizava uma espécie de inspeção sobre sua vida. O processo demorou para ser aprovado pois não foi fácil levantar suas referências no Brasil.

Danielle trabalhava em um restaurante do palácio que atende os funcionários e serve, em média, de 350 almoços diários. Ela teve de aprender a colocar a mesa com talheres de prata e copos de cristal. Tudo deveria ser perfeito.

Havia, por exemplo, uma maneira correta de servir a manteiga: o creme deveria estar no formato de duas bolas exatamente do mesmo tamanho. Isso era feito usando dois pedaços de madeira com ranhuras na ponta, trazendo como acabamento final o selo da coroa real.

Todo ano, durante o verão, a rainha se muda para Balmoral, onde realiza dois grandes bailes nos quais todos os funcionários do palácio são convidados. “Quando eu cheguei lá, tinha todo um protocolo para ir a esse baile. A gente tem que estar com os ombros e os joelhos cobertos. Aprendemos a dança escocesa”, contou a brasileira.

Em um determinado momento da dança, Danielle conta que olhou para a sua direita, pegou a mão de uma pessoa e só depois percebeu que era a rainha. A monarca conversou com a paulista e pediu que, da próxima vez, convidasse mais amigas para a festa, já que costumava haver mais homens do que mulheres na dança.

 (Arquivo Pessoal/Reprodução)

A brasileira também contou que encontrou com a rainha e seus cachorros durante uma tarde livre entre os trabalhos em Balmoral.

“Uma vez eu e minhas colegas estávamos caminhando, quando, de repente, começou a vir um monte de cachorrinho latindo na nossa direção. Foi muito engraçado, ficamos meio assustadas. Quando olhamos, vimos o carro da rainha estacionado e, logo atrás dos cachorrinhos, uma senhorinha de lenço na cabeça, andando com os cachorros”, diz.

“Ela pediu mil desculpas por todo o barulho, pelos latidos que os cachorros estavam fazendo, por toda a bagunça. Deu uma pequena bronca nos cachorros, mandando pararem de latir, e continuou caminhando. Abriu a porta do carro e colocou os 11 cachorros dela dentro e saiu dirigindo”, conta.

Danielle já passou por momentos bem engraçados. Ela caiu da escada no palácio de Buckingham quando ia completar uma jarra de suco para oferecer aos convidados. A jarra de cristal pertenceu à rainha Vitória e só não quebrou porque a brasileira a protegeu.

Ela também empurrou um dos cachorros da rainha. A paulista estava coletando comida no castelo de Windsor e colocando em um carrinho totalmente aberto. O cachorro, da raça Corgi, avançou sobre a menina para tentar pegar as batatas.

“Coloquei o pé para bloquear o cachorro e impedir que ele se aproximasse da comida. Nesse momento, ouvi uma voz falando atrás de mim: ‘sai daí, sai daí!’. Olhei pra trás e era a rainha. Fiquei completamente constrangida, porque eu não tinha usado as mãos para bloquear o cachorro. Usei o pé. Pedi desculpas para ela. Ela respondeu que não tinha problema nenhum, que ele é que não deveria estar ali tentando pegar as batatas fritas”, conta Danielle.

A brasileira morou com seu marido e dois filhos pequenos no Palácio de Buckingham. Sua casa tinha dois quartos e ficava atrás da cavalariça, onde moram os funcionários mais próximos da rainha. Danielle perdeu o casamento de William e Kate pois estava grávida, mas estava presente em um jantar oferecido para o ex-presidente americano Barack Obama.

A paulista deixou o emprego em 2016 para cuidar de seus filhos. Sua filha mais velha tinha problemas de saúde e ela queria estar mais perto dela. “Valeu cada ano, cada minuto, cada aprendizado, tudo. Resolvi me dedicar à maternidade, que foi uma decisão muito difícil, porque eu realmente gostava do meu trabalho no palácio. Tenho muitas saudades e muitos amigos lá, a gente sempre se fala. Mas vai sempre ficar guardado meu coração. Foi mais do que um trabalho. Foi uma experiência de vida”, concluiu Danielle.

Leia também: Rainha estaria “em seu limite” com drama de Kate Middleton e Meghan Markle

Pai de Meghan revela que teve discussão acalorada com príncipe Harry

Siga CLAUDIA no Instagram