Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Argentinos são punidos após assediarem mulheres na Copa da Rússia

Mais de dois meses após o término do mundial de futebol, atitudes tomadas por torcedores no evento ainda geram consequências

Por Da Redação - Atualizado em 15 set 2018, 11h59 - Publicado em 15 set 2018, 11h48

Mais de dois meses após o término da Copa da Rússia, atitudes tomadas por torcedores no evento ainda geram consequências. Segundo informações do jornal Clarín da Argentina, torcedores do país foram punidos por terem participados de episódios que colocaram mulheres em situações constrangedoras durante a o mundial de futebol.

Durante a Copa da Rússia, três argentinos, Néstor Fernando Penovi, Claudio Daniel Fitterer e Marcelo Alberto Génova, gravaram jovens russas repetindo frases de conotação sexual. Por essa atitude, ficou decidido que os homens ficarão sem entrar em estádios da Argentina pelos próximos dois anos.

Além dos três rapazes, um quarto homem, Juan Pablo Olguín, também foi punido. Ele foi responsável por gravar um vídeo com um árabe, fazendo-o repetir frases com falas em referências ao terrorismo.

Os rapazes envolvidos no episódio de assédio chegaram a se desculpar, entretanto, a ministra argentina Patricia Bullrich, responsável pela segurança nacional, afirmou que “as desculpas expressas pelos protagonistas à comissão por sua conduta não foram satisfatórias nem indôneas para desculpar seus comportamentos.”

Leia mais: Precisamos falar sobre: assédio em lugares públicos

 

Continua após a publicidade
Publicidade