Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

‘Amor & Sexo’ celebra a diversidade e Rodrigo Hilbert surpreende

Marido da apresentadora Fernanda Lima se vestiu de drag queen para aula de identidade de gênero

Por Da Redação - Atualizado em 3 mar 2017, 15h44 - Publicado em 3 mar 2017, 09h59

O programa “Amor & Sexo” da Rede Globo tem recebido muitos elogios nesta temporada. Depois de dar uma lição sobre feminismo no episódio de abertura em 26 de janeiro, na noite de quinta-feira (02) o tema foi diversidade de gênero – e eles arrasaram mais uma vez! Além dos convidados e da apresentadora Fernanda Lima, o maridão Rodrigo Hilbert também brilhou.

“A escolha do gênero é pessoal e intransferível. A gente tem que respeitar e aprender para saber lidar. Cada pessoa tem que ter a liberdade de ser o que ela é. Ninguém está dizendo que menino tem que ser menina ou vice-versa. Mas ninguém é obrigado a seguir um padrão de comportamento que não lhe convém” defendeu a apresentadora Fernanda Lima.

fernanda-lima-diversidade-de-genero
Cesar Alves/Rede Globo

 

Logo na abertura, ela já deixou clara a importância do debate e do respeito à diversidade. “Uma luta em que nem as purpurinas e as lantejoulas escondem as mortes e os hematomas que a violência do preconceito e a discriminação deixaram e ainda deixam nessa comunidade. Uma luta de todos que acreditam na igualdade de direitos civis, na liberdade, da diversidade, da paz e do amor” disse.

Continua após a publicidade

A cantora Linikier emocionou durante a performance de Geni e Zepelim, música de Chico Buarque que retrata a violência sofrida por travestis nas ruas do país.

Na hora do refrão que diz “Joga pedra na Geni”, a intérprete  interrompeu – “Não joga!”– e fez mais um alerta: “O Brasil é o país que mais mata travestis, transexuais, homossexuais e bissexuais no mundo. Isso tem que acabar. Basta! Só assim podemos nos redimitr. Bendita, Geni!”. Veja o momento emocionante:

Continua após a publicidade

O Brasil é o país que mais mata travestis, transexuais, homossexuais e bissexuais no mundo. Isso tem que acabar. Basta! Só assim podemos nos redimir… Bendita, Geni! #AmoreSexo

Posted by Liniker e os Caramelows on Thursday, March 2, 2017

Além disso, outro momento que surpreendeu os telespectadores foi a apresentação da “drag queen misteriosa”. Durante todo o programa, Rodrigo Hilbert, marido da apresentadora, esteve na plateia secretamente montado como drag queen – artistas, geralmente homens, que fazem performances vestidos como mulher de maneira extravagante.

Leia também: De drag queen, Rodrigo Hilbert dá lição contra o preconceito

Continua após a publicidade

Na hora da revelação, Fernanda se declarou ao marido: “A drag misteriosa dessa noite é o Rodrigo Hilbert, ele estava quietinho ali no cantinho, cantando. O Rodrigo é um homem cheio de atributos femininos… que ele cozinha todo mundo sabe, mas ele também passa, lava, cuida quase que integralmente das crianças nesse período em que estou gravando o Amor & Sexo e ainda faz tricô. Eu amo esse homem!”.

Hilbert retribuiu o carinho e ainda ressaltou a importância de educar os filhos para aceitarem e valorizarem a diversidade. “Acho que esses atributos femininos são da minha criação, sou muito próximo da minha mãe, das minhas tias, da minha vó.”, disse, “Cresci muito nesse meio feminino, apesar de vir de uma cidade do interior, com uma criação machista, mas é o que a gente não leva para a nossa casa hoje. Eu trago isso pra minha vida e não passo nada de machismo para os nossos filhos, aprendo muito com a minha mulher e com esse programa que está mexendo com o Brasil. Parabéns!”, disse. Veja esse momento no site do Gshow.

fernanda-lima-rodrigo-hilbert-amor-e-sexo-drag-queen
Isabella Pinheiro/Rede Globo
Publicidade