CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Último pedido do estilista Virgil Abloh será atendido hoje (30) em Miami

O designer pediu para que o desfile da Louis Vuitton nesta terça-feira (30) fosse mantido

Por Da Redação Atualizado em 30 nov 2021, 13h37 - Publicado em 30 nov 2021, 13h34

Depois do choque com a morte do estilista Virgil Abloh, mais uma notícia ligada ao diretor criativo da linha masculina da Louis Vuitton surpreendeu o público. O designer, que travava uma batalha silenciosa contra o câncer, morreu neste domingo, 28, nos EUA.

Antes do seu falecimento, Virgil fez seu último pedido de Virgil Abloh, que foi endossado por sua esposa, a Shannon: manter o desfile da grife marcado para esta terça-feira, 30, em Miami, nos EUA.

Programada para o final da tarde, 15h30 no horário local e 18h30 pelo horário de Brasilia, o desfile “Virgil Was There” (em tradução livre para o português, Virgil Esteva Lá), celebrará a moda plural, de vanguarda e autêntica do designer.

No teaser divulgado no Instagram da grife, um jovem negro anda de bicicleta antes de subir em um balão com o logotipo da marca. Veja o vídeo abaixo:

View this post on Instagram

A post shared by Louis Vuitton (@louisvuitton)

Continua após a publicidade

Na legenda, Michael Burke, CEO da Louis Vuitton, exalta a transformação que Virgil provocou não só na marca, como na sociedade ao agregar suas referências da ancestralidade africana e da cultura negra contemporânea.

“Foi com profunda tristeza que soube do falecimento de Virgil Abloh. Virgil não foi apenas um amigo, grande colaborador, gênio criativo, visionário e disruptivo, mas também um dos melhores comunicadores culturais da atualidade. Ele abriu o caminho para as gerações futuras. Como um defensor dedicado de sua comunidade por meio de suas instituições de caridade e paixões, ele era um eterno otimista que acreditava que tudo era possível. Com este mesmo espírito, nós da Louis Vuitton continuaremos orgulhosamente celebrando seu legado com um show final em Miami, de acordo com seus desejos. Estou honrado por tê-lo chamado de meu amigo. Meus pensamentos mais profundos estão com sua esposa, filhos, pais, família e toda a comunidade que foi tocada por sua grandeza.”

“Tudo o que faço, faço pela versão de mim aos 17 anos, acreditando profundamente no poder da arte para inspirar as gerações futuras”, disse o estilista em uma entrevista.

Após a apresentação da coleção Outono Inverno 2021/22 para a Vuitton, ele declarou: “a moda é uma ferramenta para moldar essas identidades (…) Inconscientemente, confiamos em uma figura de terno e ficamos desconfiados ao ver o contorno de um moletom com capuz.” Na ocasião, o designer defendeu direitos da população negra e LGBTQIA+.

Continua após a publicidade

Publicidade