Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

SPFW: Isabella Fiorentino e Arlindo Grund fazem balanço do 1º dia

Um balanço do que aconteceu na São Paulo Fashion Week, com comentários de quem entende do assunto

Por Raíssa Basílio
Atualizado em 9 nov 2023, 16h55 - Publicado em 9 nov 2023, 09h25

A São Paulo Fashion Week reúne estilistas, modelos, celebridades e entusiastas da moda em uma semana repleta de desfiles. O evento é uma plataforma para apresentar as principais tendências da próxima estação e mostrar toda a criatividade dos designers brasileiros. Aqui, os consultores de moda Isabella Fiorentino e Arlindo Grundfazem um balanço do primeiro dia de SPFW-N56.

 O primeiro dia da edição de primavera/verão da SPFW começou no Iguatemi SP, com o desfile de Patricia Vieira, e se encerrou no Komplexo Tempo com a estreante Artemisi.

Além das marcas citadas, o dia contou também com coleções de João Pimenta, DePedro e o retorno de Helô Rocha, todos os desfiles aconteceram no Iguatemi SP. Já no Komplexo Tempo, tivemos Korshi 01, a estreia de Sau e Martins.

“São Paulo Fashion Week é um palco, primeiro, para os estilistas mostrarem a sua arte, os estilistas brasileiros, que são tão pouco reconhecidos, eu acho. Até mesmo pelas celebridades, que estão sempre vestindo peças importadas. A gente tem uma riqueza absurda aqui no Brasil. Eu acho que a nossa indústria têxtil precisa de investimentos e de melhorias, mas o trabalho de criação é muito maravilhoso”, conta Isabella Fiorentino sobre a importância da semana de moda paulista.

Continua após a publicidade

A modelo, consultora de moda e apresentadora foi prestigiar o desfile da Artemisi. Quem também marcou presença foi Isabeli Fontana, a top compareceu a convite de TRUSS e debutou os cabelos ruivos.

Frescor das marcas estreantes e da diversidade marcam 1º dia da SPFW56
Artemisi na SPFW N56 (Ze Takahashi/ @agfotosite/Divulgação)

E, de fato, a marcas estreantes tiveram muito destaque. Focando nisso, Marina Bitu e Yasmin Nobre apresentaram sua marca de beachwear, a SAU, no SPFW com uma coleção batizada de “Pulsação”. A label apresentou também uma collab com a Eudora e Izabel Goulart abriu a passarela com uma das peças.

Continua após a publicidade

Inspiradas na obra do escultor Sérvulo Esmeraldo, as roupas incorporam elementos geométricos e ilusões de ótica, trazendo detalhes dourados para destacar as peças em meio a tecidos leves e esvoaçantes. A moda praia da SAU casa com tudo que remete ao cosmopolita – mas com referências praianas.

Frescor das marcas estreantes no primeiro dia da SPFW56
Sau na SPFW N56 (Ze Takahashi/ @agfotosite/Divulgação)

No geral, vimos mistura de brilho, aplicações e minimalismo. Roupas apresentadas pelas marcas contaram com muito jeans e a forte presença do metálico.

Continua após a publicidade

Isso chamou a atenção de Arlindo Grund, que também gostou “de ver a desconstrução do guarda-roupa masculino, com peças feitas em crochê, trazendo um pouco de transparência, e roupas mais justas”.

Vimos um pouco disso no desfile da Martins, que soube trabalhar muito bem recortes, adornos e muita estamparia. O sportswear de Tom Martins é criativo, moderno e ousado.

Os modelos apresentaram a coleção com uma pintura vermelha no rosto e mãos, enquanto outros estavam com próteses de chifres na testa.

Continua após a publicidade
Frescor das marcas estreantes no primeiro dia da SPFW56
Martins na SPFW N56 (Marcelo Soubhia/ @agfotosite/Divulgação)

O outro destaque vai para Mayari Jubini, a estilista por trás da marca Artemisi, que funde elementos do cyberpunk e da estética futurista para criar uma moda inovadora e reconhecida por celebridades.

A label já conquistou notoriedade antes mesmo de estrear na São Paulo Fashion Week (SPFW). Inspirada em filmes de ficção científica e do terror, a coleção teve referências como Frankenstein (1931), de James Whale, Psicose (1960), de Alfred Hitchcock, Possessão (1981), de Andrzej Żuławski, e o mais recente Pearl, do TI West.

Continua após a publicidade
Frescor das marcas estreantes no primeiro dia da SPFW56
Artemisi na SPFW N56 (Ze Takahashi/ @agfotosite/Divulgação)

“Estrear na SPFW foi muito significativo, foi um trabalho muito árduo trazer todas essas variedades de técnica, todas essas formas de fazer uma peça, impressão 3D, com transparência, com texturas, impressão 3D no tecido, um look todo em metal, pinturas manuais, bordados e estampas”, conta Mayari Jubini após sua estreia.

“É muito incrível ver hoje tudo acontecendo de fato, né? Um momento que eu estava aguardando muito, então, muito feliz”.

Além das roupas, outro ponto importante apontado por Arling Grund é o espaço para inclusão, com corpos fora do padrão e modelos LGBTQIAPN+. “Eu adorei ver a diversidade dos corpos na passarela, que parece que é uma coisa que não está mais na moda”, completa.

Esse foi só o primeiro dia de SPFW, nossa cobertura segue até domingo, aqui em CLAUDIA e também nas redes sociais.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.