CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Martha Medeiros celebra sua história na SPFW N53

Estreando nas passarelas do evento, a estilista resgatou peças importantes em um desfile cheio de emoção

Por Naiara Taborda Atualizado em 1 jun 2022, 19h21 - Publicado em 1 jun 2022, 18h26

O resgate de uma história rica, da confecção das bonecas de pano nas feiras de Maceió aos vestidos e bordados icônicos que já marcaram presença no Baile da Vogue. Foi isso o que presenciamos na passarela de Martha Medeiros, veterana da moda nacional que fez a sua estreia na SPFW N53 nesta quarta-feira (1). Referência no trabalho artesanal das rendas de Alagoas, a estilista trouxe para o desfile vestidos e peças em preto e branco – não necessariamente criados para a ocasião.

Martha pisou na passarela com uma trilha sonora que celebra o sertão, contando a sua história ao mesmo tempo em que os looks eram desfilados. O primeiro foi sua peça de estreia, lindamente confeccionada há 32 anos. “Acho que temos de ter uma roupa que valorize com o tempo. Eu tenho orgulho de ter uma marca de luxo brasileira”, disse. E, de fato, foi isso o que vimos: trabalhos que seguem impecáveis e que mostram a força do seu talento.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Martha Medeiros (@marthamedeirosreal)

Os acessórios deram um show a parte: os colares de mandacaru, que são símbolo da marca, foram mais que complementos – por vezes, chegaram a brilhar em lugar de destaque. O dourado foi ornamentado com pedras tipicamente brasileiras, como topázio imperial, água marinha e quartzo. Assista abaixo:

Continua após a publicidade

Publicidade