Clique e assine com até 75% de desconto

Entenda quais são os principais cortes de vestidos de noiva e eleja o seu

Império, sereia, tubinho... afinal, o que caracteriza cada modelo?

Por Ketlyn Araujo Atualizado em 16 jan 2020, 09h26 - Publicado em 6 set 2018, 16h42

Decisões, decisões. Entre todos os detalhes de um casamento (que não são poucos!) para se definir, a escolha do vestido de noiva parece ser o mais complicado deles – mas é bom deixar bem claro que ela não tem de ser um drama, viu?

Para tornar a busca pela peça ideal mais tranquila e até mesmo prazerosa, basta entender quais são as proporções do seu corpo e, ainda, conhecer os cortes dos modelos disponíveis no mercado – bem como os efeitos visuais que eles são capazes de causar em cada silhueta.

É claro que não existem regras e toda noiva pode (e deve) usar o vestido que bem desejar, mas é sempre bom conhecer alguns truques espertos de estilo. Por exemplo: mulheres altas se destacam com vestidos de noiva de cintura marcada e saias arredondadas, além daqueles que contam com mangas compridas ou 3/4. Já as baixinhas podem abusar dos decotes profundos, modelos mais justos e mangas curtas, que são pequenos detalhes capazes de deixá-las mais vistosas no dia do casamento.

Parece difícil? Que nada! Batemos um papo com a estilista especializada em noivas (e queridinha das famosas) Lethicia Bronstein, que descreve a seguir cada um dos shapes mais comuns de vestidos de noiva que existem por aí, mostrando qual deles pode casar melhor com o seu biotipo.

Reto ou tubo

Despojado e um dos mais atuais, o shape reto (ou tubinho) costuma ser menos colado ao corpo, apesar de ajustado à silhueta desde o tronco. Modelo favorito aqui no Brasil, possui saia que acompanha a proposta alongada, sempre em linhas verticais, que podem partir tanto da cintura quanto do quadril. Por falar em quadril, Lethicia assume que o vestido reto costuma funcionar para quem deseja disfarçar a região, exatamente por ser mais fluido, sem grudar no corpo.

Vestido de noiva reto
Instagram/Reprodução

 

Sereia

Indicado para mulheres de estatura baixa, mediana e alta, um vestido sereia é aquele que se molda por todo o corpo da noiva, até os joelhos, quando abre para os lados, como se fosse uma cauda de sereia. Para Lethicia, esse é um dos shapes mais sensuais que existem no universo dos casamentos, sendo mais indicado para cerimônias e festas noturnas.

Vestido de noiva sereia
Instagram/Reprodução

Evasê ou em “A”

Possivelmente o mais democrático da lista, o corte evasê é curinga: fica bem em qualquer biotipo – disfarça o quadril, equilibra as proporções de corpos menos curvilíneos e destaca o busto – e pode ser usado em casamentos diurnos e noturnos. O que caracteriza mesmo um vestido evasê, ou em “A”, é a saia, que se abre em uma proporção triangular, enquanto o tronco permanece com corte reto e mais justo. Você pode mantê-la menos encorpada ou, se quiser mais volume, apostar em tules, babados e sobreposições.

Continua após a publicidade
vestido de noiva evasê
Instagram/Reprodução

Princesa

O corte princesa tem vibe romântica e aquela pegada mais retrô: geralmente aparece com um corpete bem moldado ao tronco, cintura marcada e uma saia que se destaca pelo volume. Lethicia sugere os modelos princesa, que também costumam ser mais rodados, para noivas que tenham quadris estreitos e bastante busto. Ah! O decote varia a gosto da freguesa – mas gente ama as peças que têm detalhes nas costas.

vestido de noiva princesa
Instagram/Reprodução

Império

O vestido império é aquele que possui apenas a região do busto ajustada, de modo que, a partir daí, o shape fica soltinho até a barra. Funciona bem para noivas grávidas, plus size e de estatura baixa, já que alonga a silhueta. “Se o vestido tiver aplicações de renda ou pedrarias logo abaixo dos seios, valoriza muito a região e fica lindo”, completa Lethicia.

vestido de noiva império
Instagram/Reprodução

Independente do formato eleito, a expert dá a letra:

“Procure não usar [no casamento] um modelo que você nunca vestiu. O dia do casamento não é um bom momento para testar. Então, siga seu desejo, escolha o que transmite a sua personalidade, que te faz se sentir poderosa e segura para curtir cada momento”, diz ao MdeMulher.

Por fim, as tendencinhas

Nós adoramos uma novidade e, em matéria de tendências para noivas, a estilista enxerga que as transparências e as rendas, que já caíram no gosto das brasileiras há um bom tempo, vão se manter firmes e fortes durante este e o próximo ano. Em 2019, também prometem ganhar força os bordados florais, com efeito 3D, além dos ombros à mostra – do jeitinho que Lethicia fez para o casamento da Camila Queiroz, sabe?

View this post on Instagram

#tbt do dia mais lindo da minha vida. @lebronstein obrigada por conseguir criar exatamente o que sonhei. Que suas mãos de fada possam continuar realizando sonhos de tantas noivinhas por aí. Obrigada de coração a todas as “anjas” que trabalharam meses para criá-lo. 💖✨👰🏻

A post shared by Camila Queiroz (@camilaqueiroz) on

Continua após a publicidade
Publicidade