Como o estilo de Diana mudou os protocolos da realeza

No mês de abril, o editor de moda de CLAUDIA, Fabio Ishimoto, destaca semanalmente looks azuis das mulheres da Família Real

Uma das mulheres mais queridas da realeza, a Princesa Diana faria 59 anos neste ano. Além de ser conhecida por seu ativismo e engajamento em causas sociais, especialmente na luta contra a Aids, Lady Di também ficou conhecida por reinventar a moda na Família Real e, até hoje, é considerada um ícone. O tom de azul clássico, próximo do marinho, era uma das cores preferidas da princesa, que é a escolhida de hoje para ter 5 de seus looks azuis comentados pelo editor de moda de CLAUDIAFabio Ishimoto. Ao longo do mês de abril, o editor destaca semanalmente looks azuis marcantes das mulheres da Família Real. Já falamos de Kate Middleton e a importância da cor para a monarquia e dos segredos e regras do guarda-roupas da Rainha.

Diana foi uma mulher à frente do seu tempo e quebrou os protocolos reais diversas vezes na vida, – fez questão que seus filhos tivessem uma infância mais “normal” e que tivessem aulas em uma escola regular e não em casa, por exemplo – inclusive na moda. “Ditando moda nas décadas de 80 e 90, Diana antecipava tendências que continuam em alta até os dias atuais: mangas bufantes, balonês, babados, laços, silhueta oversized e o uso de roupas fitness para além das academias”, conta Fabio. Seu estilo é tão icônico que recebeu homenagens até de grandes grifes, como Dior, que renomeou uma de suas bolsas, muito usada por ela, para Lady Dior, em referência a Lady Di.

Peças muito coloridas, color blocking e mistura de estampas clássicas, como o xadrez e o poá, também são marcas da princesa. Outro grande marco foi o fato de Diana ter começado a usar vestidos e roupas pretas para qualquer ocasião. Antes, a realeza costumava usar a cor apenas em momentos de luto. Alguns dos seus looks mais icônicos, inclusive, foram usando a cor, como é o caso do revenge dress, usado na noite em que Príncipe Charles revelou seu caso extraconjugal com Camilla Parker-Bowles, e o vestido usado na noite que dançou com John Travolta, na Casa Branca.

“Com seu inegável carisma, Lady Di tornou-se não apenas um ícone da moda: dois meses antes de seu falecimento, ao realizar um leilão beneficente com várias de suas roupas, arrecadou mais de 3 milhões de dólares, que foram doados para causas humanitárias. Um verdadeiro exemplo de personalidade pública consciente de sua responsabilidade social”, afirma o editor.

Confira abaixo 5 dos looks azuis mais icônicos da Princesa Diana, além de mais curiosidades sobre suas produções.

 

O primeiro look escolhido por Fabio foi usado por Diana em 1984, quando estava grávida de Príncipe Harry, no lançamento do filme Indiana Jones. O conjunto de saia e blusa é da designer Catherine Walker, a preferida da princesa, feito em cetim e com silhueta mais ampla. Mesmo com tecido levemente brilhoso, o look foi completado com clutch e sapatos prateados e o clássico colar de pérolas, presente em várias de suas produções.

 

Um dos looks azuis mais icônicos usados por Lady Di foi este vestido escolhido para um evento oficial durante uma viagem à Veneza. O modelo de Bruce Oldfield, acinturado por faixa assimétrica e ombreiras – dois detalhes amados por Diana – é super atual. “O comprimento da peça e o uso das meias calças finas escuras deixam o look contemporâneo e usável até hoje”, explica Fabio. A meia calça é muito bem-vinda nas produções da realeza, ainda que não seja de uso obrigatório.

 

Para um encontro com o então imperador do Japão, Diana escolheu um look bem ousado, especialmente se analisarmos os protocolos da realeza. O vestido de cetim volumoso, em seu tom preferido de azul, foi combinado com brincos e anéis de safira, mas o verdadeiro diferencial da produção é a gargantilha do mesmo conjunto usada como faixa na cabeça, dando um ar moderno e fashionista. A princesa também usou outros colares da mesma forma, garantindo ousadia para os looks reais.

 

O quarto look escolhido pelo editor de moda foi usado por Diana em 1996, em um compromisso na Austrália. Nessa época, ela e o Príncipe Charles já estavam separados, mas o divórcio ainda não havia sido finalizado. O vestido de cetim de um ombro só, com silhueta justa, foi combinado com scarpins e clutch do mesmo tom, criando a produção monocromática que ela tanto gostava. As jóias escolhidas para essa produção, feitas com a pedra Água Marinha, hoje pertencem à Meghan Markle, que usou o anel no dia de seu casamento.

 

Os terninhos, sejam com calça ou saia, também eram muito presentes no guarda-roupas da princesa. Este, com certeza, é um dos looks azuis mais ousados de Diana, que combinou saia lápis clássica com um blazer branco mais curto, com detalhes na mesma cor da saia, assim como a bolsa. O chapéu também segue os mesmos tons e, provavelmente por ter sido usado em uma viagem a Dubai, a princesa optou por também adicionar um turbante por cobrindo todo o cabelo. “O look Catherine Walker é muito fashionista e justifica o eterno título de ícone da moda”, afirma Fabio.

Veja também

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva:

%d blogueiros gostam disto: