Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Em clima de quintal de casa, Ivan Santinho apresenta seu novo restaurante

Construído onde antes era uma vila, o Baixo Gastronômico é o novo espaço de eventos do chef do já famoso (e delicioso) La Cura

Por Marina Marques Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 4 jun 2024, 15h03 - Publicado em 16 Maio 2024, 08h00

Desde cedo, a vida se apresentou desafiadora para Ivan Santinho. Seu nascimento foi complicado. Gêmeo, foi o segundo a sair do ventre da mãe — veio ao mundo sem respirar e precisou ir direto para a UTI.

Depois, quando criança, foi mordido no rosto por um cachorro durante uma viagem em família ao litoral paulista. Sem conseguir atendimento rápido, foi sua mãe, médica, que suturou o ferimento às pressas com o que tinha disponível.

Já na vida adulta, quando se mudou para o norte da Itália para estudar gastronomia, teve complicações com um hemangioma (considerado um tumor benigno) justo quando sua carreira estava começando a decolar no país. A contragosto, voltou ao Brasil para realizar uma cirurgia, com o sentimento de ter deixado para trás uma grande oportunidade.

Receber La Cura e Baixo Gastronômico, chef Ivan Santinho
O chef Ivan Santinho, famoso pelos banquetes e rotisserie do La Cura, se aventura agora no Baixo Gastronômico, seu espaço para eventos (Bruno Geraldi/CLAUDIA)

Anos depois, em 2020, já bem de saúde, viu o La Cura, sua empresa de eventos gastronômicos, ficar lotado de trabalhos contratados. No entanto, faltando semanas para inaugurar o espaço físico e realizar projetos gigantescos, veio a pandemia de Covid-19 e mudou todos os planos novamente.

Diante de tantas adversidades, não seria surpreendente se ele tivesse desistido em algum momento da sua trajetória. Apesar disso, o chef levou todos esses acontecimentos com a leveza com que costuma encarar a vida — e também suas criações na cozinha.

Encontrada na sua fala e nas sobremesas que cria para o cardápio de seus empreendimentos, a doçura é uma de suas marcas registradas.

Continua após a publicidade
Receber La Cura e Baixo Gastronômico, chef Ivan Santinho
O requisitado vinagrete de polvo de Ivan Santinho abre o menu com frescor e muitas cores (Bruno Geraldi/CLAUDIA)

“Minha mãe diz que tem uma relação diferente comigo no que se refere aos outros filhos — já desde o parto, que foi difícil. Quando fui mordido por um cachorro, eu falava: ‘Calma, mãe, tá tudo bem’. Acho que sou meio preparado para essas coisas”, conta Ivan com serenidade, enquanto se acomoda em uma das mesas do Baixo Gastronômico, seu mais novo empreendimento na Vila Madalena, em São Paulo.

“Eu fico muito nervoso no trabalho com coisas pequenas, mas se uma coisa grave acontece é impossível eu surtar; mantenho a calma e resolvo o negócio.”

Fartura e conforto no La Cura

Criado em Bauru, interior de São Paulo, foi na inquietude que Ivan encontrou motivação para seguir criando. Quando voltou da Itália para o Brasil, em 2009, a recomendação médica era de manter repouso — mas é claro que o chef não conseguiu ficar parado.

“Eu já estava de saco cheio, sem dores e me sentindo apto para trabalhar. Para mim, a referência de cozinha nunca foi um menu degustação ou o 50 Best, mas surgiu a oportunidade de um estágio no D.O.M. Na mesma hora, disse pra confirmarem o emprego que eu ‘dobraria’ minha mãe”, relembra o chef, que logo conquistou a vaga efetiva no restaurante do chef Alex Atala.

Foi dessa experiência e, posteriormente, de tantas outras na organização de banquetes para eventos memoráveis, que Ivan foi formulando sua marca na gastronomia.

Continua após a publicidade
Receber La Cura e Baixo Gastronômico, chef Ivan Santinho
Um dos carros-chefe do La Cura, o cuscuz paulista tem sabor de tomate intenso e leva camarões rosa grelhados (Bruno Geraldi/CLAUDIA)

“Nunca tive essa coisa da cozinha romântica, mas quando entrei na área foi um match. Minha paixão sempre foi receber”

Ivan Santinho, chef de cozinha

Pratos fartos, daqueles que abrem o apetite já pelo visual, repletos de ingredientes brasileiros e sabores que remetem às memórias mais reconfortantes — como um cuscuz paulista ou um bolo de chocolate repleto de camadas cremosas — são assinaturas de seu estilo na cozinha.

“O fato de minha mãe ter sido muito permissiva fez com que eu pudesse fazer de tudo, só não podia andar de moto”, dá risada. “Então eu tive uma infância muito livre, fiz curso de jardinagem, marcenaria… Estudei numa escola com abordagem [pedagógica] Waldorf, que desenvolve o manual. Isso fez toda a diferença”, conclui sobre sua habilidade como cozinheiro.

Mas não foi exatamente da comida que veio sua inspiração para estar na cozinha. Apesar de crescer vendo as mulheres da família sempre preparando algo, seus olhos realmente brilhavam ao receber pessoas. Na infância, seu lazer consistia em promover, ao lado do irmão Ricardo, festas na casa dos amigos: “Colocávamos gelo seco e corante no coquetel sem álcool e fazíamos toda a decoração”.

Receber La Cura e Baixo Gastronômico, chef Ivan Santinho
A moqueca de camarão segue a receita tradicional baiana e tem textura aveludada. O prato acompanha arroz de coco soltinho e farofa de coco queimado com dendê (Bruno Geraldi/CLAUDIA)

Anos depois, as festas tornaram-se reais, junto de sua vontade de trabalhar na área de entretenimento, e os irmãos passaram a fazer megaeventos para mais de mil pessoas. “Ainda éramos adolescentes e minha mãe fazia cheque caução pra gente comprar a bebida consignada”, relembra um tanto incrédulo.

Continua após a publicidade

A vontade de estar entre as panelas veio em seguida, muito ligada à paixão pelos fazeres manuais. “Quando entrei na gastronomia, nunca tive essa coisa da cozinha romântica, mas foi um match. Me identifiquei muito e percebi minha facilidade. O professor mandava fazer um corte que era parte dos fundamentos básicos da cozinha, e a galera ficava se ‘matando’, enquanto eu fazia com facilidade e me destaquei bastante. Assim, comecei a me apaixonar e ficar muito envolvido.”

Receber La Cura e Baixo Gastronômico, chef Ivan Santinho
Um dos projetos do chef para o Baixo é servir sua famosa – e elogiada – feijoada aos sábados (Bruno Geraldi/CLAUDIA)

Baixo Gastronômico

Além de ser um dos nomes mais conhecidos na área de eventos com o La Cura, Ivan conta hoje, aos 35 anos, com o serviço de rotisserie na loja física — que tem entre os clientes chefs como Paola Carosella, Rodrigo Oliveira e Tássia Magalhães — e está prestes a realizar um sonho antigo: ter seu próprio espaço para fazer o que mais ama, que é receber.

Receber La Cura e Baixo Gastronômico, chef Ivan Santinho
Lisinho e cremoso, o pudim leva pistache puro italiano entre os ingredientes, deixando o sabor intenso. Já a cadeira faz parte de outra paixão do chef: o garimpo. A peça entalhada era integrante de uma antiga barbearia e veio da Bahia (Bruno Geraldi/CLAUDIA)

“O desejo era criar um espaço para unir as pessoas de forma com que ficassem à vontade. Minha paixão sempre foi essa”, explica sobre o local, que antes era uma vila de casas e hoje está preparado para receber apenas eventos pontuais.

Receber La Cura e Baixo Gastronômico, chef Ivan Santinho
O bolo de chocolate é feito em camadas e tem textura cremosa (Bruno Geraldi/CLAUDIA)

O plano de Ivan é, muito em breve, servir cardápios especiais, incluindo brunch e feijoada, em dias específicos. “Nunca enxerguei como um restaurante, mas como um espaço híbrido. Não gosto da coisa automática, mas sim pensada, de saber quem está vindo aqui e servir como se fosse um quintal de casa.”

E num espaço criado a partir de tanto amor e sabores reconfortantes, fica mesmo fácil se sentir no próprio lar.

Continua após a publicidade

CRÉDITOS DE PRODUÇÃO

Texto Marina Marques
Fotos
Bruno Geraldi
Edição de Arte
Catarina Moura

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.