Só mulheres foram escaladas para apresentar o SAG Awards

O movimento foi planejado, como revela Gabrielle Carteris, a presidente da SAG-AFTRA

Depois da força do movimento Time’s Up no Globo de Ouro deste mês, onde as mulheres vestiram preto e colocaram o assédio sexual e a igualdade salarial na linha de frente do debate, os Screen Actors Guild Awards seguiram o exemplo mudaram a apresentação. Apenas mulheres comandaram a premiação.

A lista impressionante incluiu Halle Berry, Patricia Arquette, Lupita Nyong’o e Brie Larson. A presidente da SAG-AFTRA, Gabrielle Carteris, expandiu essa afirmação quando falou sobre o assunto antes da cerimônia e revelou que estiveram pensando nisso por mais de um ano.

“Trabalhamos duro na criação de equidade econômica e criativa”, disse ela. “Estamos comemorando ao lado de todos os nossos atores, mas estamos realmente olhando para as mulheres e o excelente trabalho que estão fazendo”.

Ela prosseguiu: “É hora de todos nós nos juntarmos para avançarmos nas mudanças culturais que estamos procurando. E os prêmios podem ser uma plataforma [para isso] ou não. A hora é agora – e é possível sentir a energia por trás disso”, afirmou.