O motivo pelo qual a separação de Angelina e Brad ainda não saiu

O casal começou o processo de divórcio em 2016

Angelina Jolie e Brad Pitt iniciaram o processo de divórcio em 2016 e, três anos depois, continuam negociando os documentos. Os atores pediram mais tempo aos juízes para conseguirem entrar em um acordo sobre a divisão de sua fortuna. O site The Blast descobriu quais motivos estão fazendo a separação demorar tanto para sair.

De acordo com os documentos legais obtidos pelo site, Brad Pitt pediu ao tribunal para dar prosseguimento ao processo com um juiz particular, já que ele e Angelina ainda não entraram em um acordo na divisão de todos os seus bens. O tribunal de Los Angeles concordou, desde que eles cubram os gastos do novo processo.

Mesmo tendo altos lucros individuais, os dois tinham muitos gastos e propriedades em comum na época em que eram casados. De acordo com as fontes do The Blast, a principal divergência entre o casal é um vinhedo que compraram na França em 2011. O terreno tem cerca de 500 acres e custou US$ 60 milhões (R$ 246 milhões). O plano era deixar o local para que os filhos cuidassem no futuro.

Apesar da dificuldade na divisão de bens, os atores já concordaram na divisão da guarda de cinco dos seus filhos: Pax, Zahara, Shiloh e os gêmeos Vivienne and Knox. O mais velho, Maddox, é maior de idade e está vivendo na Coreia do Sul para fazer faculdade.

Leia mais: O codinome inusitado da Rainha Elizabeth

+ Após briga séria, Anitta e Ludmilla não se falam mais

PODCAST – Como ter mais orgasmos: o caminho para uma vida sexual satisfatória