Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por homofobia, Kate Winslet diz que muitos atores escondem sexualidade

Após interpretar personagem homossexual, Kate Winslet revela drama de atores LGBTQ+ em Hollywood

Por Da Redação Atualizado em 5 abr 2021, 18h22 - Publicado em 5 abr 2021, 18h19

Em uma entrevista para a revista Culture, a atriz Kate Winslet afirmou que pelo menos quatro atores escondem sua sexualidade por medo de perderem suas carreira devido à homofobia.

“Eu não posso te dizer o número de jovens atores que eu conheço, alguns bem conhecidos, alguns começando  que estão com medo de que sua sexualidade seja revelada e que isso os impeça de serem escalados para papéis heterossexuais”, comentou durante a entrevista.

O assunto surgiu à tona por conta de seu papel em “Ammonite“, filme no qual Kate Winslet interpreta uma mulher que vive uma relação lésbica no século XIX. O longa é baseado na história da paleontóloga Mary Anning, interpretada por Kate Winslet, e seu romance com a geóloga Charlotte Murchiston, interpretada por Saoirse Ronan. A paleontóloga ficou conhecida por ter descoberto o primeiro fóssil completo de um Plesiossauro, animal de cinco metros que viveu entre os período Triássico e Jurássico.

Kate Winslet e Saoirse Ronan, em Ammonite
Kate Winslet e Saoirse Ronan, em Ammonite NEON/Divulgação

“Uma conversa sobre atores heterossexuais em papéis gays é extremamente importante. Espero que chegue um momento em que seja automático que atores (gays) consigam esses papéis e você não precise colocar estrelas de cinema vigorosas para fazê-lo”. E acrescentou: “Poderíamos ter tido uma conversa sobre como me sinto em interpretar uma lésbica e possivelmente assumir esse papel de alguém, mas estou cansada de não ser honesta sobre quais são minhas verdadeiras opiniões e sei que o papel nunca foi oferecido para qualquer outra pessoa. Ao participar desse papel, tive a oportunidade de levar uma história LGBTQ para as salas de estar”.

Ela ainda atacou o “julgamento, discriminação e homofobia” na indústria cinematográfica e disse que as pessoas LGBTQIA+ precisavam de um movimento no estilo #MeToo. “Um conhecido ator acabou de chamar um agente americano e o agente disse: ‘Eu entendo que você é bissexual. Eu não divulgaria isso.’ Posso pensar em pelo menos quatro atores escondendo absolutamente sua sexualidade. É doloroso. Porque eles temem ser descobertos. E é o que eles dizem: Eu não quero ser descoberto”, revelou Kate.

“Não pretendo intimidar ou enfrentar Hollywood. Estamos apenas falando sobre jovens atores que podem estar pensando em ingressar nessa profissão e encontrar uma maneira de torná-la mais aberta. Para que haja menos julgamento, discriminação e homofobia”, finalizou

  • Continua após a publicidade
    Publicidade