Clique e assine com até 75% de desconto

Após noticiar caso de homofobia, jornalista manda recado ao vivo

Indignada, a jornalista desabafou sobre machismo e homofobia

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2020, 12h14 - Publicado em 25 out 2019, 16h44

Jéssica Senra, jornalista e apresentadora do boletim Bahia Meio Dia, pegou todos de surpresa com suas declarações no telejornal. Na última quarta (23), depois de noticiar uma tentativa de homicídio motivado por homofobia, Senra fez um desabafo indignado. “Beijar, fazer carinho em alguém na cabeça do homofóbico, ofende. Mas agredir e tentar matar não ofende?”, questionou ela.

Dando continuidade ao seu discurso, ela conectou o ódio do agressor contra a vítima ao machismo e misoginia (ódio a mulher). “Uma das explicações pra homofobia é que ela tem a ver ao machismo, com a ideia de superioridade do homem sobre a mulher. Perceba que muitos homossexuais são chamados de ‘mulherzinha’, como se ser mulher fosse uma ofensa”, continuou.

Seus comentários se referiam ao caso de um homem que levou quatro tiros depois de beijar outro rapaz em um bar, na região metropolitana de Salvador. Confira o discurso abaixo:

View this post on Instagram

O machismo oprime. Oprime mulheres, porque parte da ideia de que os homens são superiores às mulheres e que estas devem se submeter a eles. Oprime homossexuais. Oprime bissexuais. Trans. Porque está pautado, entre outras coisas, na heteronormatividade (a “norma” é ser heterossexual). Oprime os próprios homens, na medida em que exige um modelo de masculinidade viril, agressiva, insensível. A tal masculinidade tóxica. O assunto é profundo. Há dezenas de livros, textos e pesquisas sobre isso. Mas, estando na tv, falando para o grande público, a gente não pode perder a oportunidade de fazer refletir e tentar explicar complexidades de forma que todos entendam. Não tenho a pretensão de explicar todas as nuances da homofobia. Mas, diante de um caso absurdo de um jovem agredido e baleado porque trocava carícias e beijava o companheiro, não pude me furtar de chamar a atenção para a barbaridade desse ato. E explicar, sob UM ponto de vista, por que alguns odeiam homossexuais a ponto de querer agredi-los e matá-los. Bom, na minha cabeça nem existe explicação para que alguém se incomode com a vida afetiva ou sexual do outro a esse ponto. Mas há teóricos que relacionam a homofobia também à misoginia, ao ódio às mulheres. Ao machismo. Por isso é tão importante avançarmos sobre este tema. Quem quiser acrescentar ideias e opiniões construtivas, fique à vontade para comentar! Os homofóbicos, por favor, não se manifestem aqui. Ofensas não serão toleradas. #Respeito #Tolerância #ExercícioDeAmor #CombateÀHomofobia #Feminismo #Jornalismo #BahiaMeioDia #TamoJuntoBMD

Continua após a publicidade

A post shared by Jessica Senra (@jessicasenra) on

Leia mais: Repórter recebe cantada de idosas ao vivo

+ Família perde dois irmãos vítimas de crimes ligados à transfobia

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?

Continua após a publicidade
Publicidade