Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Aos 87 anos, atriz Nicette Bruno morre em decorrência da Covid-19

Referência no teatro e teledramaturgia brasileira, a família da atriz de 87 anos sempre foi envolvida com a arte. Ela estava internada em estado grave

Por Da Redação Atualizado em 20 dez 2020, 16h32 - Publicado em 20 dez 2020, 13h38

Desde 29 de novembro internada na UTI, a atriz Nicette Bruno faleceu neste sábado por complicações da doença.  Boletim médico divulgado neste domingo, informava que a atriz havia piorado e que seu estado de saúde era considerado muito grave.

Pelo Instagram, a filha Beth Goulart, que durante todo os tempo de internação da mãe promoveu uma corrente de orações,  deixou uma declaração de amor para a mãe e agradeceu a todos pelo carinho. Ela também agradeceu pelo trabalho dos  profissionais de saúde:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Beth Goulart Oficial (@bethgoulartoficial)

 

Carreira

Nicette Xavier Miessa nasceu em 7 de janeiro de 1933na cidade de Niterói, no Rio de Janeiro. Ela será sempre lembrada como referência no teatro e na teledramaturgia brasileira. Viu nascer a TV em 1950 e, no mesmo ano, já trabalhava na Tupi, a primeira emissora do país.

A família de Nicette sempre foi envolvida com a arte. Sua avó era uma médica italiana formada em canto, e participava dos saraus musicais que a família organizava.

Logo, o ímpeto artístico brotava na pequena, e quando tinha apenas 4 anos de idade, ela cantava no programa infantil de Alberto Manes, da Rádio Guanabara, e aos poucos tornou-se pianista na programação. Aos 14 anos de idade, já era atriz profissional de teatro.

Em 1950, Nicette estreou n TV Tupi, fazendo participações em teleteatros e na telenovela A Corda, de 1952. Sua primeira participação na Globo, foi a convite do diretor Favio Sabag, no seriado Obrigado, Doutor, em 1981.

Continua após a publicidade

O famoso Sítio do Pica-Pau Amarelo teve participação da atriz na primeira versão, que era exibida na Tupi. Cinco décadas depois, ela estrelou na segunda adaptação como Dona Benta, um dos papéis mais marcantes dos seus 70 anos de carreira.

Em 2020, foi homenageada na versão da Globo de Éramos seis ao interpretar madre Joana, seu último trabalho na televisão. Nele, viveu uma freira que na reta final encontrava Lola (Gloria Pires), personagem que deu vida na original da TV Tupi.

Família

O casamento de Nicette e Paulo Goulart, que faleceu em 2014, vítima de um câncer renal avançado, era conhecido como um dos mais duradouros do mundo artístico. No ano de 2013, o casal comemorava as bodas de diamante, pelos 60 anos juntos. Mas a história de amor é ainda mais surpreendente: o casal de atores nasceu no mesmo ano e mês, com apenas dois dias de diferença. Tiveram três filhos, que também trabalham no meio artístico.

Espírita, Nicette falou sobre a sua fé e explicou como enxergava a ligação que tinha com Paulo Goulart:

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade