Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Guarda da Rainha é acusado de assédio sexual em “ritual de iniciação”

Dois membros do exército britânico teriam sido assediados com um sex toy pelo guarda da monarca

Por Da Redação Atualizado em 23 ago 2021, 18h01 - Publicado em 23 ago 2021, 11h44

Um guarda da rainha Elizabeth foi acusado de assediar sexualmente dois recrutas da Coldstream Guards, a tropa de infantaria do exército britânico. Segundo o The Mirror, o assédio ocorreu com um sex toy durante um “ritual de iniciação”.

O caso teria acontecido apenas dois dias depois do começo das atividades dos recrutas no Coldstream Guards. O guarda, acusado e preso por cometer assédio, era responsável pela segurança residencial da monarca.

rainha-elizabeth-quebra-tradicao
Max Mumby/Indigo/Getty Images

Cerca de 17 mil membros das Forças Armadas do Reino Unido sofreram algum tipo de abuso físico, racial ou sexual de colegas no último ano, de acordo com o The Mirror. 

O número equivale a 12% dos trabalhadores e a pesquisa aponta ainda que mais de 90% não denuncia por medo de não ser levado a sério.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade