Famosos lamentam destruição do Museu Nacional do Rio

"Estou estarrecida e me perguntando que futuro tem um país que não cuida da própria história", desabafa Monica Iozzi em seu perfil no Instagram

Em apoio ao incêndio que ocorreu no Museu Nacional do Rio de Janeiro na noite deste último domingo (2), artistas compartilharam mensagens de força à instituição e aproveitaram para expor algumas críticas sobre o ocorrido. Entre eles, a falta de investimento do governo ao local e o “descaso” com a arte.

Entre os nomes que levantaram declarações polêmicas, estão Monica Iozzi que afirmou estar “estarrecida” com o incidente e Astrid Fontenele que declarou o fato como “uma tragédia para a História, a Cultura e a Ciência”.

O acidente pode ter provocado uma perda de R$ 20 milhões em obras de artes para o museu, entre elas o fóssil de Luzia, o mais antigo da América.

Confira as declarações das celebridades pelo Instagram: 

1. Monica Iozzi

“Estou estarrecida e me perguntando que futuro tem um país que não cuida da própria história”.

2. Astrid Fontenele

“Uma tragédia para a História, a Cultura e a Ciência.
Os três andares do palácio abrigam um acervo de 20 milhões de itens, incluindo documentos da época do Império; fósseis ( o mais antigo do Brasil e q essa semana Gabriel estudou na escola) ; coleções de minerais; e a maior coleção egípcia da América Latina. Trata-se da instituição científica e do museu mais antigos do Brasil, tendo em maio último completado 200 anos. A visitação média mensal é de 5 a 10 mil pessoas.
Eu me somaria a esse numero esse ano!!! Um crime!!! E vem aí 20 anos sem investimento na área da educação…. Indo dormir arrasada”.

3. Tais Araújo 

“É revoltante, pra dizer o mínimo, o que houve na última noite com o Museu Nacional. Uma tragédia escrita a muitas mãos que expõe o descaso passado de governo em governo. Não existe um único culpado. Há um enorme sistema que trata, há décadas, a cultura como bobagem e nossa história, algo sem importância. O Brasil e o mundo perderam parte fundamental de sua memória e nada poderá recuperá-la. Uma tristeza que não sou capaz de descrever. Por uma dessas ironias do destino, essa tragédia ocorre a um mês das eleições. Como um sinal do universo, pedindo que tenhamos cuidado com quem jamais se comprometeu com o Brasil, com nossa educação e cultura. Que possamos transformar essa revolta e tristeza em compromisso efetivo com o país. Vamos aproveitar esse momento devastador para refletir sobre o que queremos e quem queremos ser”.

4. Ingrid Guimarães

“Manifestamos nosso luto e solidariedade pela tragédia do Museu Nacional. 
Esse episódio precisa gerar um salto de consciência em toda a sociedade pelo fim do descaso com a preservação da arte e da cultura no Brasil. Muitos equipamentos e instituições públicas correm o mesmo risco . Não podemos permitir a destruição do nosso Patrimônio histórico”. 

5. Mônica Martelli 

“Isso reflete o descaso e desrespeito das autoridades. São muitas perdas. Prédio histórico , acervo, pesquisa.
Primeiro museu que visitei na infância, indo de excursão escolar. Quantas experiências e sonhos foram vividos ali. Que tristeza”. 

6. Ivana Bentes 

“Que tragédia! A história do Brasil queimando! 20 milhões de peças e documentos destruidos! Museu Nacional da UFRJ queimando inteiro, séculos de arqueologia, peças, esqueletos, cultura indígena, fauna, flora, tudo! Camadas de tempo e de história e conhecimento. 200 anos de documentos, toda a história do império queimado, paleontologia, antropologia do Brasil. Prédios históricos, tombados, muitos deles dentro dos quais damos aula, pesquisamos, orientamos. Essa precariedade não é descaso da UFRJ, não existe política pública para manter e conservar nosso patrimônio.É o mesmo descaso com o patrimônio, a pesquisa, a ciência e tudo que é PUBLICO. O Museu sobrevive com o mínimo de recursos do Estado. O público fazia vaquinha para ajudar na manutenção! São incêndios e tragédias que não são ainda mais frequentes nem sabemos porquê. Na adversidade vivemos e as universidades fazem muito e muitissimo com muito pouco. Damos aulas em palácios, castelos, museus, hospícios históricos. O MAM queimou, o acervo de Helio Oiticica queimou, a Cinemaca Brasileira pegou fogo, o Museu da Lingua Portuguesa queimou! É muita falta de amor ao Brasil e sua cultura exuberante. Às vezes as metáforas se tornam literais . Um Brasil que está dando as costas para sua história e para seu futuro, queimando tudo o que prezamos! Imagem não de um acidente, mas da barbárie! É essa a política que está destruindo o país: Estado mínimo, plataformas privatizantes, odiadores da cultura, politicas de desinvestimento no comum!”.

7. Bruna Marquezine

“Tragédia sem precedentes, mas também tragédia anunciada. Fruto do descaso e da negligência do nosso governo. Uma perda imensurável pra história e pra ciência do nosso país”.

8. Susana Vieira 

“Minha solidariedade a todos os trabalhadores e pesquisadores e cuidadores desse Museu”.

9. Marina Ruy Barbosa

“Símbolo de um Brasil que desaba. A história do nosso país sendo lambida pelo fogo. Não é a primeira vez. O MAM queimou, o acervo de Helio Oiticica queimou, Cinemaca Brasileira pegou fogo, o Museu da Língua Portuguesa também foi queimado! É muita falta de amor ao Brasil, cultura e história. 
Museu Nacional”. 

10. Paolla Oliveira

View this post on Instagram

Nossa história às cinzas 😔 #repost @marcopigossi . . . 200 anos de história e um patrimônio irreparável viraram carvão em uma tragédia anunciada. Matéria da EBC de 2004: “O Museu Nacional do Rio de Janeiro, localizado na Quinta da Boa Vista, no bairro de São Cristóvão, zona norte da cidade, corre o risco de ser destruído por um incêndio. A denúncia é do secretário estadual de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, que constatou várias irregularidades durante visita que fez ao museu há três semanas. O secretário disse ter ficado impressionado com a situação das instalações elétricas que, segundo ele, estão em estado deplorável. "O museu vai pegar fogo. São fiações expostas, mal conservadas, alas com infiltrações, uma situação de total irresponsabilidade com o patrimônio histórico", afirmou o secretário.” Ano de eleição, vamos pesquisar como nossos candidatos tratam a cultura. Não há futuro sem cultura, não há.

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

 

11. Luciano Huck 

“Perda inestimável de um enorme acervo do patrimônio histórico brasileiro. Resultado de uma politica cultural equivocada que não valoriza nossos museus como deveria. Entender nosso passado, é o melhor jeito de desenhar nosso futuro. Muito triste com a cena do museu ardendo em chamas”.

12. Djamila Ribeiro

“O incêndio no Museu Nacional é uma tragédia anunciada. Cortes de verbas, problemas nas instalações elétricas, funcionários que precisaram organizar vaquinhas. Triste do país que não sabe preservar o passado. Perdemos todos”.

13. Débora Falabella

“Museu Nacional em chamas .Quanto descaso! Que tristeza. Como nosso país está largado. Como o Rio está largado. Uma perda inestimável para a cultura e história do nosso país”. 

 

Leia também: Meghan Markle quebra mais um protocolo real com o seu look

Sobrinha de Lady Di causa polêmica ao usar colar com símbolos de maconha

VOTE no Prêmio CLAUDIA e escolha mulheres que se destacaram