Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Em rara entrevista, Beyoncé desabafa sobre os abortos espontâneos que teve

Na conversa, a cantora também falou um pouco sobre a relação dela com o próprio corpo.

Por Da Redação - Atualizado em 17 fev 2020, 11h03 - Publicado em 11 dez 2019, 14h48

Beyoncé, 38 anos, não costuma dar entrevistas, mas, recentemente, resolveu abrir o coração e falou sobre aspectos delicados da vida dela, como os efeitos de ter sofrido no passado abortos espontâneos. Além disso, ela também contou um pouco da relação dela com os filhos e o marido, o rapper Jay Z

Em uma entrevista para a revista “ELLE UK”, a cantora foi perguntada sobre possíveis desapontamentos por não ter recebido prêmios pelo álbum Lemonade” e o documentário “Homecoming”. Em resposta, a artista afirmou que, após ter passado por alguns abortos espontâneos e ter tido Blue Ivy, filha dela mais velha, ela passou a ver o sucesso de uma forma diferente. 

“Eu aprendi que toda dor e perda são, na verdade, um presente. Ter tido abortos espontâneos me ensinou que eu tinha que ser uma mãe para mim mesma antes de poder ser uma mãe para outra pessoa. Então, eu tive Blue [sua filha], e a busca por propósito se tornou mais profunda. Eu morri e renasci em minha relação, e a busca por mim mesma tornou-se ainda mais forte. É difícil para eu andar para trás. Ser a número um não é mais minha prioridade. Minha verdadeira vitória é criar arte e um legado que irá viver além de mim. Isso é realizador”, afirmou.

Na mesma entrevista, Bey também falou sobre a relação dela com o próprio corpo e disse que  o “eu” dela do passado não acreditaria nas mudanças corporais pelas quais passou: “Os filhos e maturidade me ensinaram a me valorizar para além da aparência física e a realmente entender que eu sou mais que o suficiente”.

A artista também comentou sobre o que mais deixa estressada ela: tentar balancear a vida pessoal com o trabalho. Isso envolve estar presente para os filhos, ter encontros com o marido, estar em casa para jantar com a família, e fazer tudo isso enquanto cuida de uma empresa. “Equilibrar todos esses papéis pode ser estressante, mas eu acho que essa é a vida de uma mãe que trabalha”, concluiu.

Leia também: Brie Larson fez o melhor comentário sobre “Mulher-Maravilha 1984”

Carol Trentini fala sobre sua paixão por sapatos para Fernanda Paes Leme

PODCAST – Como consumir menos, de forma consciente e inteligente

Continua após a publicidade
Publicidade