Diego Hypolito: “Nunca mais vou deixar de viver o que eu sou. Eu sou gay”

Em entrevista, atleta falou sobre sexualidade e como isso afetou sua carreira

O ginasta Diego Hypolito falou abertamente pela primeira vez sobre sua sexualidade. Em uma entrevista ao site UOL Esporte, o vencedor da medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, afirmou ser homossexual. “Nunca mais vou deixar de viver o que eu sou. Eu sou gay“, disse o atleta de 32 anos.

Junto à revelação, Diego afirmou ter sofrido com a “solidão de não ter com quem compartilhar os dilemas de uma pessoa gay em uma sociedade preconceituosa”. À reportagem, ele disse ainda que se descobriu gay aos 19 anos de idade e que se escondeu por medo de afetar sua carreira.

Preconceito e dificuldades

“Quando eu tinha uns dez anos, um treinador foi dizer para a minha mãe que ela devia mudar minha educação para que eu não virasse gay. Ela veio falar comigo, preocupada. Eu era muito inocente, nem sabia o que era isso. Mas isso me marcou”, relembrou o atleta de Santo André durante a entrevista.

“Por mais que todo mundo tenha a impressão de que tem muito gay na ginástica, não tem. Todo mundo me zoava, zombava do meu jeito. Eu tinha o sonho de conseguir uma medalha olímpica e faria de tudo para chegar lá, até esconder quem eu era. Eu tinha certeza que se um dia eu saísse do armário publicamente, perderia patrocínios e minha carreira seria prejudicada”, continuou.

“Eu caí duas vezes em duas Olimpíadas, uma vez de cara, outra de bunda no chão, e enfrentei uma síndrome do pânico antes de conseguir a prata na Rio-2016 – contrariando as expectativas de todo mundo, menos as minhas. Realizei meu sonho e virei exemplo de superação para muita gente. Tenho muito orgulho do que fiz. Mas odeio mentir”, contou ele.

O atleta revelou ainda que, sobre ter sua sexualidade questionada por muitos anos, ele costumava pedir ao assessor de imprensa para que evitasse esse tipo de pergunta.

Por fim, Diego afirmou que revelar sua sexualidade era o “último fantasma” que tinha dentro dele. Em 2018, o ginasta revelou os abusos que sofreu durante trotes que o pessoal da ginástica fazia com quem era mais novo. 

Nesta quarta-feira, 8 de maio, Diego Hypólito usou seu Instagram para falar sobre o assunto, onde publicou uma foto e a seguinte legenda: “Como é bom poder ser de verdade. Como é bom abrir o coração e dizer quem eu sou.”

Leia mais: Diego Hypólito revela como contou para a mãe sobre abusos sexuais
+ Qual o significado do nome de Archie, o mais novo bebê real