Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Diego Hypolito: “Nunca mais vou deixar de viver o que eu sou. Eu sou gay”

Em entrevista, atleta falou sobre sexualidade e como isso afetou sua carreira

Por Da Redação - Atualizado em 18 fev 2020, 08h53 - Publicado em 8 Maio 2019, 17h57

O ginasta Diego Hypolito falou abertamente pela primeira vez sobre sua sexualidade. Em uma entrevista ao site UOL Esporte, o vencedor da medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, afirmou ser homossexual. “Nunca mais vou deixar de viver o que eu sou. Eu sou gay“, disse o atleta de 32 anos.

Junto à revelação, Diego afirmou ter sofrido com a “solidão de não ter com quem compartilhar os dilemas de uma pessoa gay em uma sociedade preconceituosa”. À reportagem, ele disse ainda que se descobriu gay aos 19 anos de idade e que se escondeu por medo de afetar sua carreira.

Preconceito e dificuldades

“Quando eu tinha uns dez anos, um treinador foi dizer para a minha mãe que ela devia mudar minha educação para que eu não virasse gay. Ela veio falar comigo, preocupada. Eu era muito inocente, nem sabia o que era isso. Mas isso me marcou”, relembrou o atleta de Santo André durante a entrevista.

“Por mais que todo mundo tenha a impressão de que tem muito gay na ginástica, não tem. Todo mundo me zoava, zombava do meu jeito. Eu tinha o sonho de conseguir uma medalha olímpica e faria de tudo para chegar lá, até esconder quem eu era. Eu tinha certeza que se um dia eu saísse do armário publicamente, perderia patrocínios e minha carreira seria prejudicada”, continuou.

“Eu caí duas vezes em duas Olimpíadas, uma vez de cara, outra de bunda no chão, e enfrentei uma síndrome do pânico antes de conseguir a prata na Rio-2016 – contrariando as expectativas de todo mundo, menos as minhas. Realizei meu sonho e virei exemplo de superação para muita gente. Tenho muito orgulho do que fiz. Mas odeio mentir”, contou ele.

O atleta revelou ainda que, sobre ter sua sexualidade questionada por muitos anos, ele costumava pedir ao assessor de imprensa para que evitasse esse tipo de pergunta.

Continua após a publicidade

Por fim, Diego afirmou que revelar sua sexualidade era o “último fantasma” que tinha dentro dele. Em 2018, o ginasta revelou os abusos que sofreu durante trotes que o pessoal da ginástica fazia com quem era mais novo. 

Nesta quarta-feira, 8 de maio, Diego Hypólito usou seu Instagram para falar sobre o assunto, onde publicou uma foto e a seguinte legenda: “Como é bom poder ser de verdade. Como é bom abrir o coração e dizer quem eu sou.”

View this post on Instagram

Como é bom poder ser de verdade. Como é bom abrir o coração e dizer quem eu sou. Link dessa matéria na minha bio

A post shared by Diego Hypolito (@diegohypolito) on

Leia mais: Diego Hypólito revela como contou para a mãe sobre abusos sexuais
+ Qual o significado do nome de Archie, o mais novo bebê real

Continua após a publicidade
Publicidade