Clínica de estética usa foto de Kate Middleton para divulgar procedimento

Publicação com 'antes e depois' sugere que Kate teria feito lifting facial

Uma clínica de cirurgias plásticas em Londres publicou em seu Instagram uma fotografia de Kate Middleton, 37, para promover um de seus tratamentos. O estabelecimento usou uma foto de 2012 e outra de 2014, sugerindo que a duquesa de Cambridge teria feito lifting facial, procedimento cirúrgico usado para se eliminar as rugas na face e pescoço.

A foto do ‘antes e depois’ usada pela clínica estética

A foto do ‘antes e depois’ usada pela clínica estética (Reprodução/Instagram)

Na primeira foto, tirada em Wimbledon, ela usa pouca maquiagem, enquanto na segunda ela apresenta um visual glamouroso de um evento à noite. Ao lado das fotos, para atrair clientes, o post dizia: “Imaginação de aparência natural. Estamos realizando procedimentos para que você pareça fresh“.

Especialistas reais criticaram a clínica por usar imagens da duquesa de Cambridge. Segundo fontes próximas à família real, Kate nunca teria feito qualquer procedimento estético do tipo.

Entretanto, a tentativa de se associar a duquesa de Cambridge não correu como a clínica esperava. A polêmica foi grande e a publicação foi alvo de muitas críticas por parte de fãs da realeza, o post com a fotografia de Kate acabou sendo apagado.

Curiosamente, a clínica é frequentada por Sarah Ferguson, Duquesa de York e ex-esposa de Andrew, Duque de York. Sarah é ex-membro da família real britânica e mãe das princesas Beatrice de York e Eugenie de York, que são, respectivamente, a oitava e a nona na linha de sucessão ao trono britânico.

Sarah aparece em diversas fotografias do perfil da marca. No começo de outubro, ela assumiu ao Daily Mail ter passado por diversos procedimentos estéticos, como lift facial a laser, botox e injeções de vitaminas. No Instagram, a clínica afirma que: “Estamos cansados de celebridades que falam em dietas e yoga para ter uma aparência melhor”.

A coincidência de fatos teria incomodado a realeza, que alega que Ferguson tem criado há anos formas de se associar à família real britânica para conseguir benefícios financeiros.

 

Leia mais: Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso adotam mais uma “filhinha”
+ Kate Middleton esbanja elegância ao usar joias da Princesa Diana