Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Até os Rolling Stones estão melancólicos e lançam música sobre isolamento

Composta por Mick Jagger e Keith Richards, Living In A Ghost Town reflete o sentimento universal de vazio durante o isolamento

Por Da Redação - Atualizado em 23 abr 2020, 19h06 - Publicado em 23 abr 2020, 18h45

“Eu sou um fantasma vivendo em uma cidade fantasma”, canta Mick Jagger nos primeiros acordes de Living In A Ghost Town. Lançada nesta quinta-feira (23), a primeira música inédita dos Rolling Stones em oito anos, já pode ser considerada o verdadeiro hino isolamento.

Com composição de Mick Jagger e Keith Richards, a canção reflete com precisão o sentimento de vazio que tem permeado os dias de pandemia. E não somente o vazio das cidades – tão bem demonstrado pelas ruas desertas do clipe também divulgado hoje – mas das pessoas que estão sentadas em casa por horas enfrentando um vazio interior. São horas encarando telas mil e torcendo para isso passar logo. “A vida era linda e aí ficamos todos trancados”, desabafa o vocalista.

Em produção desde o ano passado, a música originalmente tinha uma letra diferente, mas por causa do isolamento, foi modificada por Jagger. A finalização da canção também foi feita à distância.

“Os Stones estavam em estúdio gravando material novo antes do bloqueio, e tínhamos essa música específica que acreditávamos que teria um impacto no momento que estamos vivendo. Trabalhamos nela em isolamento e aqui está. Espero que gostem”, disse o vocalista em comunicado à imprensa.

Continua após a publicidade

O guitarrista Keith Richards também deu pistas de que mais pode estar por vir. “Nós temos outras cinco ou seis faixas, todas com um pouco desse sentimento profundo, mesmo que não intencionalmente. Obviamente, agora não temos nada para fazer além de escrever mais canções, certo?”, brincou.

Momento simbólico

No sábado (18), a banda participou do evento “One World: Together At Home”, organizado por Lady Gaga com várias apresentações musicais ao redor do mundo para retribuir doações feitas para o combate ao coronavírus. Com cada integrante em sua casa, os Rolling Stones cantaram You Can’t Always Get What You Want. Enquanto Mick e Ronnie Woods lideravam o quarteto, Keith parecia mais tímido e o baterista Charlie Watts tocou um instrumento imaginário, uma bateria formada por malas e caixas. A banda foi um dos grandes nomes, ao lado de Elton John e Paul McCartney.

Este ano, o símbolo dos Stones, a boca com a língua para fora, completa 50 anos desde que foi usado pela primeira vez, na capa do álbum Sticky Fingers. A logo icônica ia fazer parte de uma exposição em Paris esse mês, “Revolutions: Records and Rebels 1966 — 1970″, adiada até o fim da pandemia.

Confira o clipe de Living In A Ghost Town:

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva:

 

Publicidade