Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Mãe achava que estava grávida de trigêmeas e descobre quarto bebê no parto

Michelle Freitas já tem outros três filhos e iniciou uma vaquinha online para arrecadar recursos

Por Da Redação - Atualizado em 24 jul 2020, 18h44 - Publicado em 24 jul 2020, 19h30

Michelle Freitas, uma cozinheira de 38 anos, achava que estava grávida de trigêmeas até a hora de seu parto. Já na maternidade, prestes a dar à luz, ela soube que teria uma quarta filha.

A cozinheira mora em Viver Melhor, comunidade de Manaus, e já tinha três filhos antes da gravidez de quadrigêmeos. Em entrevista ao G1, ela conta que fez o acompanhamento do pré-natal na Policlínica Codajás e na Unidade Básica de Saúde (UBS) Santo Antônio. Na ocasião, o médico havia dito que ela teria três gêmeas.

No entanto, na hora da cesárea das trigêmeas, a equipe médica descobriu que havia mais uma bebê “escondida” na barriga da mãe. Giovana, como foi batizada, nunca tinha aparecido nos ultrassons durante a gravidez. As irmãs foram chamadas de Laís, Lívia e Sophia.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Muitas pessoas tem dúvida de onde está a Giovana, ela permanece na uti ganhando o peso necessário pra poder pegar alta, pra sair da uti ela precisa estar com 1.300kg, de lá ela saíra pra ir pra ucinca (onde os bebês prematuros se preparam para ir pra casa) e de lá ela pega alta pra casa, quando estiver com 1.800kg! Nós somos 4 irmãzinhas e estamos aguardando a Giovana chegar pra brincar muito! Muito obrigada pelo carinho de todos! 💕❤️

A post shared by Quadrigemeas da Michelle (@quadrigemeasdemanaus) on

As quadrigêmeas nasceram prematuras no dia 27 de junho e estão sendo acompanhadas na Maternidade Balbina Mestrinho, em Manaus. Giovana segue internada na UTI. De acordo com o relato de Michelle, a bebê nasceu com 969 gramas e precisa chegar a 1,3 kg antes de ser encaminhada para outra ala do hospital. Apenas com 1,8 kg poderá ir para casa.

Continua após a publicidade

Na entrevista, a cozinheira declarou que a chegada das quatro meninas foi uma “benção divina”. “Ainda mais com a Giovana, desse jeito, que a gente nem sabia. Deus tem algum propósito para mim, para me dar essas quatro meninas lindas”, declarou. A escolha do nome da “filha surpresa” foi uma homenagem à médica que realizou o parto.

Campanha de doação para a família

Já com três filhos e mais quatro que acabaram de chegar, Michelle contou que terá que parar de trabalhar para poder cuidar das crianças. Por meio de uma publicação nas redes sociais, onde a cozinheira contou sua história, conseguiu receber algumas doações de amigos e familiares.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Deus muito obrigada por me honrar, eu dei a luz a 4 princesas idênticas, eu me sinto lisonjeada e muito feliz! Algo que transformou completamente minha e vida, tu me mostrou que eu posso muito mais do que eu pensava que podia, só te peço que continue me dando forças. Obrigada as minhas filhas Ana Flavia e Luana Freitas que tem me ajudado muito a cuidar das meninas, agradeço também a minhas irmãs Monica, Marcela e minha mãe Elenice Freitas que são essenciais na minha vida, sempre foram! Sentindo muita falta do meu marido que não pode estar comigo neste momento pois está trabalhando no município de São Gabriel da cachoeira, e da minha filha Giovana que está ainda está na uti, mas Deus está no controle de tudo! Obrigada também aos meus amigos e familiares que me ajudam e se preocupam comigo e com minhas filhas, somente gratidão a todos 🥰🙌🏻🙏 não dá pra marcar todos, eu vou lembrando e marcando, não fiquem chateados 😊

Continua após a publicidade

A post shared by Quadrigemeas da Michelle (@quadrigemeasdemanaus) on

“Graças a Deus as pessoas estão me ajudando muito com coisas que eu não dava importância, como sabonete, shampoo. E doam fraldas também. Agradeço muito às pessoas por isso”, contou.

Agora, a família conta com uma vaquinha online para conseguir arrecadar recursos para cuidar das quadrigêmeas (que já têm até perfil no Instagram, o @quadrigemeasdemanaus). A meta é conseguir 10 mil reais. Até o momento, já foram doados 8.555 reais.

Continua após a publicidade

Conversando sobre notícias ruins com as crianças

Publicidade