Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

2020 ficará marcado também por explosão nos divórcios?

Levantamento revelou que segundo semestre de 2020, Rio de Janeiro registrou o maior número de divórcios desde 2007

Por Da Redação 29 jan 2021, 16h47

A facilidade do serviço de cartório online aliada ao isolamento dos casais por conta da pandemia mostra em números uma explosão de divórcios em 2020. Segundo os dados do Colégio Notarial do Brasil, foram 3.114 divórcios extrajudiciais feitos diretamente em cartórios de notas no estado do Rio de Janeiro. Isso apenas no segundo semestre de 2020. A marca é a maior desde o início da prática do ato em cartório, em 2007.

O aumento é de 8% em relação ao mesmo período de 2019, de acordo com G1. No mesmo período de 2019 foram registradas 2.876 dissoluções matrimoniais no estado. O mês de julho teve o maior número de divórcios no ano, com mais de 560 separações em um período de 31 dias.

O presidente do Colégio Notarial do Brasil da seção do Rio de Janeiro, José Renato Vilarnovo Garcia, diz que o isolamento social causado pela pandemia da Covid-19 colaborou para o aumento dos divórcios em massa, 2020 foi um ano atípico e com a facilidade das demandas de cartório online facilitou fim de casamentos sem uma solução contrária ou conversa para tentar uma possível reconciliação.

Em julho, o cartório começou a receber as demandas online, autorizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por meio da plataforma e-Notariado. A alta é justificada pelo reflexo do longo período de convivência de casais durante a pandemia e da facilitação do processo de divórcio em cartório de notas, disponível também pela internet.

Como se faz o divórcio online no cartório

Continua após a publicidade

Para realizar o divórcio em cartório de notas, o casal deve estar em comum acordo e não ter pendências judiciais como filhos menores ou incapazes. O processo pode ser feito de forma virtual pela plataforma e-Notariado.

No site, em posse de um certificado digital emitido de forma gratuita por um cartório de notas, o casal poderá declarar sua vontade em uma videoconferência conduzida pelo tabelião.

Continua após a publicidade
Publicidade