Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como criar uma gallery wall surpreendente

Composição com quadros de variados tamanhos e propostas artísticas pode conter objetos do acervo pessoal, bem como fine art, fotografias e gravuras

Por Da redação
24 nov 2022, 08h42

Personalidade, movimento e interesse: a gallery wall é aquela composição que sempre chama o olhar ao se entrar em uma casa ou apartamento. Capaz de contar a história de alguém através de peças colecionadas ao longo da vida, ou simplesmente trazer um toque artístico ao cômodo, o termo nada mais é do que a distribuição de quadros em uma ou mais paredes. Essa distribuição pode ser feita de várias maneiras, e as arquitetas Vanessa Paiva e Claudia Passarini dão dicas para você ter seu próprio cantinho digno de galeria de arte.  

“As gallery walls não apenas são destaque no décor, mas fomentam conversas e interações, já que muitas visitas se interessam em saber das histórias por trás da seleção de cada item e de onde ele veio”, comenta Claudia. De acordo com a arquiteta, o primeiro aspecto a se levar em consideração, e, possivelmente, o mais importante, é a localização da parede que receberá os quadros, que deve responder algumas perguntas essenciais: Será em um espaço amplo ou muito estreito? Terá uma boa visualização para quem deseja admirá-la, e será possível entender toda a informação que se deseja passar a partir daquela perspectiva? Para as especialistas, as áreas de convívio, como o living, são geralmente os melhores locais para montar essa exposição particular. 

Pinturas, objetos e molduras: como criar um mix coerente?

Desde o clássico até o mais despojado e jovial, o estilo dessa composição artística dependerá da personalidade da dona da casa e, é claro, da linguagem do restante do cômodo. Vanessa e Claudia ressaltam, no entanto, que não é necessário investir em pinturas caras ou obras assinadas para se criar uma galeria marcante. Pelo contrário: às vezes, uma lembrancinha, cartão-postal ou souvenir são suficientes para formular um recorte cheio de significado. 

Nesse projeto, os quadros se conectam bem, a partir do Paspatur e das molduras trabalhadas em tons de branco, preto e bege.
Nesse projeto, os quadros se conectam bem, a partir do Paspatur e das molduras trabalhadas em tons de branco, preto e bege. (Xavier Neto/Divulgação)

Molduras

Para acertar na composição, uma dica é apostar em molduras que conversem uma com a outra, mas que não precisam ser exatamente iguais. “É o estilo de cada moldura que deve dialogar com as demais. Quadros mais rebuscado, de acabamento dourado ou prata, por exemplo, podem combinar com contornos retos, sem detalhes, para algo mais clássico. Ou preto ou branco, caso o objetivo seja um ar moderno e contemporâneo”, orienta Vanessa. As especialistas ressaltam que também é possível inserir uma ou outra moldura que fuja completamente do padrão, quebrando o estilo predominante para trazer um elemento inusitado e surpreendente. 

Uma galeria formada exclusivamente por objetos com valor sentimental: assim é a gallery wall na casa da arquiteta Vanessa Paiva.
Uma galeria formada exclusivamente por objetos com valor sentimental: assim é a gallery wall na casa da arquiteta Vanessa Paiva. (Xavier Neto/Divulgação)

Pinturas e objetos

Mais do que as molduras, o interior delas deve ser o elemento de destaque numa gallery wall personalizada.  Um conselho das arquitetas é buscar, no acervo pessoal, pequenos objetos que tenham significado afetivo, numa curadoria que transmita prazer em observar diariamente. Uma carta antiga, escrita à mão, lembrança de viagens e a folha de uma receita da avó são apenas alguns exemplos. 

Continua após a publicidade

Se o espaço disponível para a composição for pequeno para um grande acervo, a dica é apostar em paspatur menor e molduras finas e delicadas. Vanessa e Claudia sugerem não extrapolar muito no tamanho de cada item a ser emoldurado. “Particularmente, eu gosto de arriscar. O divertido é se aventurar por esse caminho para alcançar um resultado que reflete a nossa essência”, finaliza Vanessa.

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.