Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Rita Lee escreve conto exclusivo para CLAUDIA: “Garden of Eden”

Como você sonha o futuro? Quais utopias a inspiram a seguir vivendo e criando? Com essas perguntas em mente, a cantora escreveu este conto

Por Rita Lee - Atualizado em 18 set 2020, 17h03 - Publicado em 18 set 2020, 14h00

No salto alto de uma Pollyanna, eis que me aventuro a escrever utopias interplanetárias bizarras e simpáticas, que podem acontecer de um momento para o outro se levarmos em consideração que o tempo não existe.

Vejo deuses que vivem nos confins de um Universo infinito, percebendo que o Homo sapiens está doente e levando nossa Nave Mãe Terra a pedir ajuda aos seus irmãos das estrelas. Os humanos foram criados por um pai celeste e uma mãe terráquea primitiva, uma raça híbrida, um experimento. Passaram milhões de anos e só sei que a humanidade de hoje se transformou num vírus transmissor de tragédias: desmatamentos, queimadas, bombas atômicas, guerras religiosas, políticos ignorantes e ladrões, poucos com muito e muitos sem nada… ahhh, quanta decepção!

S.O.S. PLANETA TERRA EM PERIGO!

Uma luz vinda do incognoscível do infinito paira sobre a cabeça de cada humano e a epifania acontece: todos ficam conscientes das destruições, que tanto fizeram sofrer nossa Nave Mãe Terra, e recebem um upgrade espiritual, que os transforma em guardiões do planeta. A partir de então, só haveria respeito e amor à Natureza. Seria decretada a abolição da escravidão dos animais, a proteção e a educação das crianças, o fim de todos os ódios e de todos os preconceitos. No lugar das destruições, o desabrochar do belo.

Welcome to the Garden of Eden!

Não custa nada sonhar.

Leia a entrevista completa de Rita Lee para a edição de setembro de CLAUDIA.

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

Continua após a publicidade
Publicidade