Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Esses dois livros de colecionador são lindos e vão decorar a sua casa

Fazemos registros daquilo que não queremos esquecer. Recém-lançados, os livros de fotografia são carregados de emoções e significado

Por Isabella D'Ercole Atualizado em 18 jun 2021, 12h38 - Publicado em 23 jun 2021, 14h00

Olhe por onde vai

Em parceria com a Louis Vuitton, o fotógrafo Alexandre Furcolin lança um livro de fotografias retratando a cidade de São Paulo

A

lexandre Furcolin chegou em São Paulo, de Campinas, aos 17 anos. A cidade virou cenário para a rotina do fotógrafo – que também é formado em administração – e objeto de admiração. Alexandre não enxerga somente o óbvio, vai além, desvendando cores e cenas repletas de simbolismo, captando beleza onde normalmente não é encontrada.

Sua sensibilidade já rendeu exposições e a publicação de sete livros, entre eles Tangerina (Editions Bessard) e Carne (publicado com apoio do Edital Proac-Livro de Artista). Agora, em parceria com a Louis Vuitton, lança um título da coleção Fashion Eye, o primeiro no Brasil. Os livros, que já apresentaram Paris, Nova York, o Irã, entre outros destinos, sob a perspectiva de fotógrafos ousados e com olhar único, reforçam um dos pilares da maison, as viagens, inspiração para tantas produções. A maior cidade da América Latina ganha uma interpretação sublime, digna de colecionador.

fotos de São Paulo e a capa do livro
Fotos/Divulgação

No site da Louis Vuitton (br.louisvuitton.com), é possível conferir os mais de 20 títulos da série e também comprá-los

O trabalho de uma vida

C

elebração merecida: 35 anos de parceria, de contribuição para a arte e o design, de criações inovadoras e de sucesso e reconhecimento. Em clima de festa, estreou em março do ano passado a mostra Irmãos Campana – 35 Revoluções, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

A exposição, a maior já dedicada aos artistas – ocupou 1,8 mil metros quadrados da instituição –, teve curadoria de Francesca Alfano Miglietti e reuniu obras de toda a trajetória de Fernando e Humberto Campana, como a Poltrona Favela, que contribuiu para a fama mundial. Encerrada em janeiro, a ocupação inspirou um livro homônimo com mais de 100 imagens, que está disponível agora.

Além das fotos das obras e de ângulos inéditos da exposição, o livro tem ainda ensaios e reflexões de artistas diversos, da cantora Adriana Calcanhoto a Stefano Boeri, presidente da Trienale de Milão, revisando o papel da dupla na arte e no mobiliário contemporâneos. Dica para quem quiser mergulhar ainda mais profundamente na história: no site do MAM Rio (mam.rio/mam3d/campana), ainda é possível fazer a visita virtual 3D pela exposição, com detalhes de cada obra.

Fotos das peças dos Irmãos Campana e a capa do livro
Fotos/Divulgação

À venda na página do estúdio (estudiocampana.com.br), o livro de 248 páginas, com edição bilíngue, é daqueles para ficar exposto em casa e revisitar de tempos em tempos, descobrindo novos detalhes no rico trabalho dos irmãos. No topo, o lustre da coleção Cativeiro; abaixo, poltrona da coleção Brazilian Baroque exposta no MAM Rio.

 

Continua após a publicidade
Publicidade