Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Filme da Netflix com Rodrigo Santoro chega ao catálogo

Em 'Power', o ator interpreta o traficante de um droga misteriosa - que dá superpoderes temporários a quem a usa

Por Da Redação - Atualizado em 21 set 2020, 14h04 - Publicado em 14 ago 2020, 16h14

Se uma pílula misteriosa lhe desse superpoderes, você a tomaria? Mesmo que somente depois da ingestão você pudesse descobrir qual dom fantástico iria ganhar? E ainda que seu efeito durasse apenas cinco minutos? Em Power, novo filme da Netflix, muitos habitantes de Nova Orleans responderam sim para todas essas perguntas. Alguns ganharam uma pele à prova de balas. Outros, invisibilidade ou superforça. Isto é, aqueles que não morreram imediatamente após ingerir a tal pílula.

Mortífera e responsável por um perigoso aumento da criminalidade local, a droga de nome Power se torna alvo de uma investigação conjunta entre o ex-soldado Art (Jamie Foxx), o policial Frank (Joseph Gordon-Levitt) e a adolescente aspirante a rapper e traficante de drogas Robin (Dominique Fishback). Juntos, e cada um com suas motivações particulares, os três inciam uma caçada para encontrar e deter quem criou a pílula.

E como toda história de super-heróis precisa de um vilão, em Power não poderia ser diferente. Por ironia, aqui o inimigo é justamente quem controla as pílulas dos superpoderes. Interpretado por Rodrigo Santoro, o traficante Biggie é o principal distribuidor da droga e planeja expandi-la para além das ruas da cidade de Louisiana, almejando o mercado global. 

Esta não é a primeira vez que Rodrigo trabalha com a plataforma de streaming. No final de 2019, ele emprestou sua voz para a dublagem brasileira do personagem Jesper, protagonista da animação natalina Klaus. Na época, o ator revelou, em entrevista a CLAUDIA, que busca sempre interpretar papeis que sejam diferentes uns dos outros. “Tenho um interesse e uma curiosidade por coisas mais distantes de mim, por isso talvez eu faça personagens diferenciadas, porque acho que é assim que eu aprendo”, disse.

De fato, aprendizado parece não ter faltado a Santoro enquanto se preparava para interpretar Biggie. Ao site Screen Rant, o ator contou ter observado bastante pessoas que trabalham com vendas, pois queria que seu personagem tivesse uma extraordinária capacidade de convencimento. “Uma das inspirações que tive foram essas pessoas que, quando falam, são boas de conversa. Pessoas que possuem esse magnetismo. Que olham para você e não há mais nada no mundo. É tudo sobre você. Elas te fazem se sentir especial, dizem que querem te ajudar. Elas vão te fazer crescer, mudar sua vida”, explicou.

Confira o trailer de Power, já disponível na Netflix:

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

Continua após a publicidade
Publicidade