Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Tia Má, vencedora do Prêmio CLAUDIA é destaque do “Festival Humor Negro”

A primeira edição do evento acontece a partir da próxima sexta-feira (20). Saiba mais.

Por Colaborou: Esmeralda Santos - Atualizado em 17 fev 2020, 10h52 - Publicado em 19 dez 2019, 14h55

O cartunista Henfil já havia falado há alguns anos, “O verdadeiro humor dá um soco no fígado de quem oprime”, e é dando um novo significado para algumas expressões usadas de forma pejorativa que o “Festival Humor Negro” chega ao Teatro Jorge Amado, em Salvador, nos próximos dias, reunindo o melhor da comédia stand up do Brasil.

Com início na sexta-feira (20), o evento será aberto pelo talk show “De Cara com Tia Má”, da jornalista baiana Maíra Azevedo. “É uma grande responsabilidade dar o start a esse encontro de humoristas negros e negras que fazem o ‘humor negro’ de verdade, aquele humor da reflexão, da resiliência, que tira a gente do ponto de ser o alvo da piada para ser o produtor do riso e da reflexão”, disse ela.

Maíra Azevedo abre a programação do festival com o talk show De cara com tia Má Divulgação/Divulgação

Conheça mais da história de Maíra Azevedo.

No sábado (21), A programação segue sob o comando da carioca Luana Xavier, com a comédia “Luana no País das Maravilhas”. “Desde que comecei a fazer teatro, com 10 anos, eu dizia que jamais faria um monólogo. Porque eu gosto do diálogo, da troca. Mas aí Val Benvindo, minha amiga da vida, me liga para contar que vai fazer um festival de teatro de humor só com gente preta, então eu decidi criar uma peça em menos de um mês pra estrear nessa cidade que é a origem da minha história”, contou Luana a CLAUDIA.

Continua após a publicidade
Luana Xavier se apresentará no sábado com a peça “Luana no País das Maravilhas” Arquivo pessoal/Divulgação

Para encerrar com chave de ouro, a dupla Sulivã Bispo e Thiago Almasy se apresenta com a peça “Na Rédea Curta” no domingo (22). “Já passou da hora da gente ressignificar alguns códigos, algumas expressões e formas de fazer graça. O “Na Rédea Curta” está ligado a isso, e uma nova forma de dar protagonismo a pessoas pretas”, disse Thiago. “Esse projeto olha para o corpo preto com vontade de dignifica-lo, e um festival de humor negro em Salvador, cidade mais preta fora da África, está mais do que na hora de acontecer”, completou ele, que disse estar feliz em participar da primeira edição do evento.

A dupla encerrá o festival no domingo com a peça Na Rédea Curta Divulgação/Divulgação

O “Festival Humor Negro” acontece nos dias 20, 21 e 22 de dezembro. Os ingressos estão à venda e custam R$ 50 individual e R$ 120 o passaporte para os três dias.

Leia mais: 5 projetos liderados por mulheres negras para conhecer

+ 5 mulheres negras que resistiram contra a escravidão

Continua após a publicidade

PODCAST – Renove seu estilo com as roupas que você já tem no armário

Publicidade