Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Documentário sobre Caetano Veloso é exibido no Festival de Veneza

"Narciso em Férias" traz reflexões e lembranças sobre o período em que o cantor foi preso pela Ditadura Militar, em 1969

Por Da Redação - Atualizado em 21 set 2020, 12h07 - Publicado em 8 set 2020, 13h40

O documentário Narciso em Férias, que fala sobre a época em que Caetano Veloso foi preso pela Ditadura Militar, foi exibido no Festival de Cinema de Veneza na última segunda-feira (7). O filme é a única obra brasileira no evento e foi destaque na seção Fuori Concorso (Fora de Concurso), não concorrendo ao prêmio principal.

Ao longo do documentário, Caetano traz recordações e reflexões sobre os dois meses em que ficou preso, junto com Gilberto Gil, em 1969. O motivo da prisão só foi relevado próximo ao fim do período de cárcere: uma falsa informação de que ambos teriam cantado o Hino Nacional em ritmo de Tropicália, com um sentido de paródia. Na época, Caetano apresentou testemunhas e provou que não havia cantado o hino brasileiro.

“Eu sempre tive uma memória crítica. Eu gosto muito de relembrar, lembrar aqueles dias ali, mas quando peguei nas mãos aquelas folhas, o verbal do meu interrogatório e os detalhes da minha detenção, dos quais ignorava a existência, não escondo que fiquei muito emocionado”, disse através de videoconferência na apresentação da obra. O cantor não pode participar presencialmente do Festival de Veneza por conta da pandemia de Covid-19.

Narciso em Férias, que foi dirigido por Renato Terra e Ricardo Calil e produzido por Paula Lavigne, já está disponível no Globoplay. Assista ao trailer abaixo:

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

Continua após a publicidade
Publicidade