Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Criadores de ‘Game of Thrones’ anunciam série grandiosa na Netflix

Baseado na saga literária de ficção científica, O Problema dos Três Corpos, a adaptação foi disputada com a Amazon Prime Video

Por Da Redação - Atualizado em 21 set 2020, 10h29 - Publicado em 2 set 2020, 11h46

Os criadores de Game of Thrones, David Benioff e Dan Weiss, anunciaram nova série que pretende ser tão grandiosa quanto a produção da HBO. O Problema dos Três Corpos é baseada na saga de ficção científica chinesa escrita por Cixin Liu, ganhador de um Prêmio Hugo, e será exibida pela Netflix.

A saga homônima retrata uma distopia em que a humanidade tem seu primeiro contato com uma civilização alienígena, em uma China assolada por uma violenta revolução no final dos anos 1960.

Em comunicado, a dupla afirma que “a trilogia de Cixin Liu é a mais ambiciosa série de ficção” que eles já leram e que estão “ansiosos para passar os próximos anos trazendo essa história à vida para audiências de todo o mundo.”

Capa do livro ‘O Problema dos Três Corpos’, o primeiro da triologia de Cixin Liu. Foto: Divulgação/Divulgação

A série pretende atingir a mesma grandiosidade que Game of Thrones alcançou nos anos de sua exibição. Antes de ser comprada pela Netflix, em um acordo de 200 milhões de dólares, segundo o The Guardian, a adaptação foi disputada pela Amazon Prime Video, que estimou um acordo em torno de 1 bilhão de dólares, de acordo com o Financial Times, em 2018 a aposta bilionária seria, inclusive, até maior do que a empresa de Jeff Bezos apostou na versão seriada de O Senhor dos Anéis.

Na produção da série, ainda há nomes como Alexander Woo, roteirista de True Blood, que será responsável pelo roteiro. O próprio autor de O Problema dos Três Corpos será o conselheiro de Benioff e Weiss para a adaptação.

Também já foram cotados para integrar a equipe de produção o diretor Rian Johnson, de Star Wars: Os Últimos Jedi, a produtora Bernadette Caulfield, que também trabalhou em Game of Thrones, e o ator Brad Pitt, para trabalhar com a sua produtora Plan B Entertainment.

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

Continua após a publicidade
Publicidade