Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Conheça os 4 filmes que marcaram a vida da cantora Paula Lima

Ela listou obras que levantam importantes questionamentos e reflexões

Por Maria Clara Serpa - Atualizado em 25 abr 2020, 19h00 - Publicado em 25 abr 2020, 15h00

Assistir filmes é, com certeza, um dos passatempos preferidos da maioria das pessoas, especialmente agora no período de distanciamento social. Para te ajudar a conhecer novas obras para passar o tempo, convidamos a cantora Paula Lima para contar quais filmes marcaram sua vida. Ela listou três longa-metragens e uma minissérie que trazem discussões muito relevantes sobre preconceito, privilégios e relações humanas. Você, com certeza, parará para refletir depois de assistir qualquer um deles.

Assista ao vídeo de Paula e conheça um pouco mais de cada um dos filmes:

[wpvideo 4Cj4cxGL]

1- Faça a coisa certa (1989)

Continua após a publicidade

Dirigido por Spike Lee, o drama conta a história de um homem italiano proprietário de uma pizzaria no Harlem, um bairro de Nova Iorque onde a maioria dos moradores são negros. No estabelecimento, há uma parede cheia de nomes de artistas, dos quais nenhum é negro. Isso passa a ser questionado por um morador do bairro e gera um conflito entre os grupos.

2- Melhor é impossível (1997)

A comédia romântica conta com Jack Nicholson no papel principal, interpretando um escritor com TOC (Transtorno obsessivo-compulsivo) que têm de cuidar do cachorro de seu vizinho, Simon, que foi hospitalizado. O homem, que nunca teve bons relacionamentos com quem vive a sua volta, especialmente com Simon e a garçonete de uma lanchonete próxima, resolve se abrir e se aproximar deles. O desenrolar da história mostra que dar abertura para as pessoas muda vidas.

3- Trocando as bolas (1983)

Continua após a publicidade

Louis, um homem branco e rico e Billy Ray, um homem negro marginalizado têm suas vidas mudadas quando dois corretores decidem apostar sobre o que determina o sucesso de uma pessoa. Um deles imagina que é algo genético e o outro defende que é o meio social. Assim, acusam Louis de um crime que não cometeu, enquanto Billy Ray assume a posição que antes era do homem branco. O filme busca mostrar, especialmente, a influêcia do meio sobre o homem. 

4- Self Made: A Vida e a História de Madam C. J. Walker (2020)

A minissérie de 4 capítulos, lançada pela Netflix, conta a história de Madame C.J Walker, a primeira mulher negra milionária dos Estados Unidos, que construiu seu império através da comercialização de produtos para cabelos crespos. A obra também fala sobre o racismo no país e a luta de Walker contra o preconceito, além de suas ações filantrópicas.

Em tempos de isolamento, não se cobre tanto a ser produtiva:

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade