Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Hidromel, saiba mais sobre a bebida milenar e veja esta receita de drinque

O bartender Marco Massarico, do Taverna Medieval, em São Paulo, compartilha uma receita de hidromel para você experimentar em casa

Por Ana Carolina Pinheiro - Atualizado em 18 out 2020, 15h38 - Publicado em 17 out 2020, 12h00

A simples base de mel e água facilitou a fermentação despretensiosa. É incoerente falar que o hidromel é uma novidade, mesmo se você nunca tenha ouvido falar sobre ele. Milenar, há teorias de que a bebida à base de água e mel, fermentada inicialmente por acaso, nasceu na China ou entre os vikings, cerca de 10 mil anos a.C.

Hoje, os EUA são os maiores produtores de hidromel, mas nem sempre foi assim. Na antiguidade, Grécia, Egito e os países nórdicos eram referência no mercado de hidromel. Isso explica a presença marcante da bebida em histórias inspiradas na mitologia viking.

“Na Babilônia, em 2 mil a.C, o pai da noiva oferecia um lote de hidromel no período de Lua cheia após o matrimônio para que o casal tivesse filhos saudáveis”, conta Marco Massarico, especialista em hidromel e bartender do bar Taverna Medieval, em São Paulo, onde os fãs da cultura medieval se deliciam com a bebida. Essa teoria, segundo ele, é uma das explicações do nome da viagem para celebrar o casamento ser conhecida como lua de mel.

Gal2007/Getty Images

O ápice de consumo na Era Medieval, principalmente na Europa, começou a declinar no fim da Idade Média. A taxação das bebidas alcoólicas e a instauração da Lei de Pureza Alemã, que permitia a comercialização apenas de cerveja, no país, inviabilizou a produção do hidromel e o afastou do hype.

Os fãs de sagas, como Harry Potter e Senhor dos Anéis, e jogos com temáticas medievais recuperaram o hidromel da antiguidade com força. No Brasil, os bares criam drinques e ambientes especiais para atrair esses clientes.

Assim como o vinho, o hidromel tradicional pode ser encontrado na versão suave ou seco. Com um dulçor marcante, a bebida tem ainda possibilidades cítricas, com especiarias, mais parecidas com cerveja e até espumante.

Continua após a publicidade

“O melomel é fermentado com frutas, como Jabuticaba amora preta e até maçã. Já o Metheglin é feito com ervas, flores ou especiarias, que são adicionadas na fermentação ou no processo de filtragem. O Braggot é uma boa opção para os fãs de cerveja, já que a fermentação contempla o malte”, explica Marco.

O bartender compartilha uma receita de drinque com hidromel. Confira!

70ml de hidromel

10 folhas de hortelã

20ml de suco de limão tahiti

15ml de xarope para bebida

Água com gás ou refrigerante de limão a gosto

Continua após a publicidade
Publicidade