Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Denise Steiner Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por DERMATOLOGIA
A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp
Continua após publicidade

O que é e como tratar rosácea

Situações cotidianas como mudanças bruscas de temperaturas, ar condicionado, bebidas alcoólicas e também crises de estresse emocional pioram o problema

Por Denise Steiner
28 mar 2019, 11h50

A rosácea é uma doença de pele que compromete principalmente as mulheres, deixando a pele vermelha e sensibilizada. Essa alteração é semelhante à acne, pois, além de vermelha, a pele pode apresentar lesões parecidas com as espinhas e, por esse motivo, foi durante muito tempo chamado de acne rosácea. A rosácea é diferente da acne e, até o momento, não há um completo entendimento do seu mecanismo de ação. Sabemos que os vasos estão dilatados e flácidos, e que a pele com rosácea é sensível e desidratada e com mais quantidade de ácaros.

Sendo assim, muitas situações do dia a dia pioram a rosácea, tais como: mudanças bruscas de temperaturas, ar condicionado, bebidas alcoólicas e também crises de estresse emocional. A pele com rosácea apresenta-se sempre avermelhada, com os vasos aparentes na superfície cutânea, além da presença de lesões semelhantes a espinhas que evoluem em surtos. Os olhos podem ser comprometidos, lembrando uma conjuntivite inflamatória, e o nariz pode aumentar, levando a um quadro chamado rinofima. Outra questão importante é que a rosácea está associada a comorbidades graves, como doenças inflamatórias do intestino e estômago, doenças cardiovasculares e até mesmo depressão.

O tratamento da rosácea é medicamentoso, devendo ser indicado pelo médico dermatologista, e utiliza grupos de antibióticos com características imunomoduladoras, como minociclina, doxiciclina, tetraciclina. Também são usados medicamentos como cremes com metronidazol e ivermectina. Os cuidados diários como limpeza, hidratação e fotoproteção são fundamentais para o sucesso do tratamento. A limpeza deve ser feita com sabonetes cremosos e neutros, que evitem a desidratação da pele. O hidratante deve ser cremoso e com características calmantes, sendo utilizado de 2 a 3 vezes por dia. O filtro solar não pode ser seco, precisa promover hidratação e, de preferência, ser orgânico e não químico.

A pele com rosácea é sensível, delicada e desequilibrada e, por isso, os cuidados devem ser precisos e minimalistas. Após a melhora inicial, são usados lasers para diminuir os vasos dilatados.

Continua após a publicidade

Trabalhos mais recentes também têm enfatizado o uso da toxina botulínica aplicada de forma superficial para controlar o avermelhamento da pele com rosácea

Quanto mais efetivo e precoce for o tratamento, menor será o número de complicações e mais chances da cura definitiva.

Leia também: Como tratar estrias

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.